Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

28
Set07

Presidente do Irão

condutoras de domingo
A semana que passou foi, sem dúvida, rica em acontecimentos extraordinários e, sobretudo, em declarações bombásticas.
E “bombástico” é mesmo o melhor termo para usar, quando se fala do presidente do Irão, autor da melhor tirada dos últimos tempos.
Mahmoud Ahmadinejad foi à Universidade da Columbia dizer das suas perante uma plateia de gente curiosa e com vontade o fazer passar um mau bocado. Mas se pensam que ele chocou a plateia com bocas, tipo: “estamos bem ralados se vocês não querem que a gente tenha armas nucleares! Pff!” ou “presidentes americanos comemos nós todos os dias ao pequeno almoço, pá!”, enganem-se! Isso é material antigo. Ele agora está a trabalhar com todo um novo repertório. A bomba que ele largou foi digna de um mestre com muitos anos de experiência nisto. Ora oiçam:  “No Irão não existem homossexuais”. No Irão não temos esse fenómeno”.


E foi assim que Mahmoud Ahmadinejad transformou uma conferencia séria num espectáculo de stand-up.
Não há cá rapazolas que só vão às compras ao Chiado, não há cá homens que não perdem um “Sexo e a Cidade”, não há fãs do “Querido, mudei a Casa” de bigode e toalha na cabeça!!!
Nós sabemos que fica sempre bem incluir umas piadas num discurso sério... serve para desanuviar. Mas, também, não era preciso tanto. Até no “Sempre em Pé” havia noção de critério e limites. 
Há que salientar, em abono da capacidade cómica do presidente, a escolha da terminologia: “fenómeno”. Mais um pouco, e dizia: “avistamentos” ou “curiosidades” ou “isto aqui não é o Entroncamento, pá!”.
Curiosa é também a reacção do público, que se comporta, realmente, como se estivesse a assistir a um espectáculo de stand up: primeiro ri, depois aplaude e, só um tempo depois é que desata a assobiar – quando percebe que a piada é má.
Fica-se mesmo à espera que a seguir o presidente diga: Agora, a sério, malta... não há aqui ninguém de Kermanshah???
Mas, sabes, o que tem realmente graça é que o presidente iraniano é capaz de ter razão. Não há homossexuais lá na terra dele. E não sou eu que digo, está nos jornais! O estado iraniano financia operações de mudança de sexo. Portanto, eles limitam-se a agarrar no pessoal gay e transformá-lo em mulheres – ou homens, conforme o caso – e, assim, já não conta. Não é uma ideia tão simples?! Ou então, tem que ver com outra notícia de jornal. No Irão, mariquices e coisas modernas dos ocidentais dão direito a pena de morte. E eles lá costumam ser muito profissionais e rigorosos nestas questões.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D