Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

02
Mar08

Choque Frontal - Rui Santos

condutoras de domingo
Tenho a sensação que algumas preces foram ouvidas para os lados da SIC: 1º Fátima Lopes ficou sem voz, depois atacaram o Rui Santos. Ainda fiquei à espera que o Quimbé adormecesse de madrugada, por ter trocado os anti-depressivos por soporíferos. Mas já era pedir demais. Interessa deixar claro que as Condutoras condenam veementemente as agressões sofridas por Rui Santos. Por todos os motivos e mais algum. Para começar, é feio atacar os mais fracos, e toda a gente sabe que malta com farta cabeleira aos caracóis é debilitada. Em 2º lugar, ataques com barrotes é coisa fora de moda. Não se via a utilização desta arma desde o Cerco de Lisboa. Ou, lá para o Norte, desde o Caso Bexiga. Outro desperdício é terem feito tudo isto sem dizer uma palavra! Com tanta coisa que há para dizer àquele senhor. Foi o crime mais imbecil da história, porque nem tiveram a argúcia de levar o portátil de Rui Santos. Toda a gente sabe que aquilo é a caixa negra de tudo: da Superliga, dos fenómenos sociais e dos mistérios da Humanidade. Por fim, ou bem que se ataca, ou bem que se defende. Ficar por uma tentativa de agressão, é coisa de quem não vai aos treinos. Que o diga Rui Santos, que com certeza considerou esta táctica mais fraca que o losango de Paulo Bento. 3 encapuçados não foram capazes de fazer pressão alta nem de jogar pelas alas. Foi um ataque mais sofrível que o do Benfica. Mas abriu as portas para um acontecimento único: o comentador a comentar a sua própria vida. Trocou as chicotadas psicológicas por umas cargas de ombro mais reais. Diz que estava a falar com Luís Costa Branco, colega do Tempo Extra, quando viram 3 homens suspeitos aproximarem-se da cancela. Luís achou por bem despedir-se e rumar ao seu carro. Grande amigo! Se já desconfiávamos que era a Nayma quem vestia as calças lá em casa, agora temos a certeza. Rui Santos diz que o surpreenderam já dentro do carro e que os pontapeou com máxima violência. A questão que gostaríamos de colocar é: de 0 a 10, como classifica a eficácia do seu remate? 2,5 tipo Farnerud ou 9 tipo Lizandro? Com a perspicácia habitual, o comentador consegue assegurar que os agressores eram jovens. Terá feito esta brilhante dedução devido ao estilo negligé dos gorros? É que antes de ser especialista em transições defesa/ataque, Rui Santos é expert em combinações camisa/gravata. Não estou aqui para levantar faltas suspeitas mas acho que foi um crime passional. Vamos lá pensar: se a emboscada foi dentro das instalações da SIC, por 3 homens, não se está mesmo a ver quem foi? “O Dia Seguinte” não vos diz nada? É uma óbvia crise de ciúmes de Fernando Seara, Dias Ferreira e Guilherme Aguiar. Furiosos, porque as perguntas de Rui Santos têm sempre mais feedback que as suas sondagens.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D