Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

17
Fev08

Estação de Serviço - Moldura Tiro ao Alvo

condutoras de domingo
Em Fevereiro assistimos a uma gradação ascendente de estrangeirismos foleiros por cá. Depois dos desfiles de Carnaval, com chuva, nevoeiro e uma data de gente semi-nua, segue-se o quê? O Dia de São Valentim. Para ser perfeito só faltava que o Halloween fosse até ao fim do mês e ficava completo o rol de festejos imbecis. Desde quando é que peluches com cupidos ou abóboras a rir são costumes tradicionais? Bem, como costuma dizer-se: “em Roma, sê romano”. Que equivale mais ou menos a isto: “Em Portugal, sê parvo”. Por isso não vou deixar passar incólume esse dia tão bonito que é o dos Namorados. Na Estação de Serviço de hoje podia comprar uma data de artigos. Daqueles que envolvem corações encarnados, baladas românticas, flores artificiais, ursos fofinhos, e as expressões “cara-metade” e “mais que tudo”, que são sempre de louvar. Podia até comprar caixas e caixas de bombons. Que isto vem mesmo a calhar para quem acha que o Natal e a Páscoa são muito afastados. É o pretexto ideal para aumentar os índices calóricos. Mas não vou comprar nada disso. Gosto sempre de pensar no que pode dar para o torto. Por isso trago-vos a moldura tiro ao alvo. A descrição do produto é melhor do que qualquer poema de amor. “A sua cara metade magoou-o? Os seus colegas de trabalho são insuportáveis? O seu melhor amigo tornou-se um inimigo? Daqui em diante, para descarregar a raiva, basta pegar numa foto, inseri-la na moldura alvo, carregar a pistola e disparar contra aquele rosto antipático que o está a entristecer ou a irritar!”. Isto é perfeito, porque nunca se sabe o que pode acontecer num jantar romântico. Imagine que os legumes au gratin saem esturricados, que as velas aromáticas não acendem ou que ao puxar a cadeira para trás num acto de cavalheirismo inusitado, provoca uma fractura craniana. Pode ser o fim duma linda relação. Anos e anos de namoro, terminados abruptamente, ainda antes da sobremesa. O que fazer? Nada de rasgar ou queimar todas as fotografias, num rasgo de loucura típico dos apaixonados. Nada disso.

Aproveite uma das muitas fotografias do ex-namorado, ou namorada, coloque-a na moldura e faça pontaria. A embalagem traz 3 munições com ventosa, por isso tem três tentativas. Já se sabe que nestas coisas do amor muitas vezes não se acerta à primeira. Este é o primeiro artigo no novo ramo de produtos amor/ódio, no catálogo Dmail. E aposto que é também a machadada final nos bonecos de Voodoo (que frase engraçada: esqueçam os alfinetes, aqui faz-se voodoo com machados). Para quê um boneco quando pode ter mesmo a cara daquele estafermo, impressa em reluzente papel fotográfico?

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D