Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

17
Fev08

O que é Nacional é Bonzinho - Gisela Francisco

condutoras de domingo
Todos sabemos que a Loja do Cidadão é um sítio pródigo em surpresas. Nunca sabemos se vamos esperar 3 horas ou 4, se aquela papelada toda que preenchemos a azul era obrigatório preencher a preto, se as letrinhas minúsculas no verso do impresso dizem que temos de pagar uma taxa suplementar e ir para o fim da fila… Enfim, o leque de oferta em termos de surpresa é enorme. Mas esta semana o Sr. Paulo Costa teve uma surpresa muito maior, providenciada pela Loja do Cidadão de Setúbal. Vou esquecer a das Laranjeiras, definitivamente, que eles lá têm truques muito melhores! Quando Paulo foi levantar o seu BI renovado não sabia quão longe podia ir o termo renovado. É que aquele documento veio dar-lhe a hipótese de uma vida nova, mesmo. No verso do BI tudo normal: nome, filiação, altura, estado civil… O pior foi quando viu a parte da frente do cartão. Também tinha impressão digital, fotografia e assinatura, tudo nos conformes. Não eram é dele! Eram duma tal Gisela Francisco. A partir desse momento Paulo Costa juntou-se a esse grande clube de portugueses que são metade homem, metade mulher. A filha do Néné, por exemplo, não se tem dado nada mal com isso. E à partida até tinha um nome menos sonante para vingar no mundo dos híbridos. Filipa Gonçalves não é nada de especial. Já Gisela Francisco aproxima-se muitíssimo da robustez de um “Roberta Close” ou dum “Belle Dominique”. Paulo Costa até aqui era apenas mais um português vulgar. Era só um número de senha, na fila de anónimos das Lojas do Cidadão. Agora não. Da próxima vez que entrar numa qualquer repartição pública, terá todas as atenções centradas em si. Será a estrela maior do transformismo nacional. Ao pé dele, José Castelo Branco é um homem de mão cheia. Afinal de contas, chama-se Zé e os seus apelidos são todos no masculino. Já Paulo Costa é agora o equivalente àquele Centauro dos anúncios do Banif: metade homem, metade cavalo. Só que em vez de ter patas e cascos, tem cara e dedo indicador de mulher. Ah, e um nome com tudo a que tem direito – Gisela Alexandra Serôdio Francisco, assinado com aquelas letras bem redondinhas de rapariga. Perante isto, os Serviços de Identificação Civil vieram garantir que a identidade dos cidadãos está assegurada. Resta saber quantas pessoas não andam aí com metade doutras. Eu sei que a minha fotografia confere, mas se calhar nunca me chamei Joana e nem sequer sou filha daquelas pessoas. Imagino o que esteja a sentir, neste momento, Gisela. Ela que detém, provavelmente, a parte de trás do BI (e da vida, no fundo) de Paulo Costa. Não deve ser nada fácil ver metade de si transformada num quarentão casado. Isto sim é uma crise de identidade profunda!

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D