Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

07
Out07

Pequena Maddie

condutoras de domingo

Na semana que passou cumpriram-se 5 meses desde o desaparecimento de Maddie MCcann. E, como não poderia deixar de ser, houve mais uma reviravolta no caso.

Portanto, voltou tudo a ficar na mesma, só que houve uma data de notícias novas.

A mais bombástica de todas foi a saída de Gonçalo Amaral da chefia das investigações. A PJ diz que ele foi mandado embora porque não é de bom tom criticar a polícia inglesa. De facto, quando se trabalho Algarve, dizer-se mal dos ingleses não é mesmo a coisa mais esperta de se fazer.
Mas, a saída de Gonçalo Amaral foi só mais um episódio cheio de drama e acção desta novela que está a apaixonar Portugal. O equivalente a quando o rico da Fábrica de Chocolates descobriu que a freira não era freira e correu com ela. Foi o mesmo pique emocional. Porque é de uma bela história de amor que tudo isto se trata. E que já fez os portugueses passarem por vários estádios emocionais. Quando uma pessoa se apaixona perdidamente por um motoqueiro da Telepizza ou por uma repositora do Pingo Doce, há todo um processo verbal que demonstra o que nos vai no coração. Primeiro, no auge das borboletas estomacais, dizemos que é “o nosso amor para a vida” (ou coisa do género). Depois, com a habituação e perca de frescura do ainda belo sentimento, dizemos que é “alguém especial”. Por fim, quando já temos mais que fazer e damos por nós a fazer olhinhos a um funcionário da Securitas, passa a ser “aquele gajo, lembras-te?”. O mesmo aconteceu com outra história de amor bem portuguesa: a de Maddie e o Povo. Ela começou por ser “a pequena Maddie”, depois passou apenas para “a Maddie” e agora já é “Madeleine McCann” - num tom em que só falta pôr-lhe Engenheira no nome.

Qualquer dia já vai ser só “a criança inglesa desaparecida” ou “aquela chavala que fez com que o nosso time share na Praia da Luz tenha ficado mais barato”.

Maddie arrisca-se a ser só um amor de Verão, daqueles que se perdem nas dunas... Bom, nas dunas ela não deve estar, que a PJ já se fartou de escavar.

Decididos a não deixar esmorecer o caso, o casal McCann teve uma ideia: vai por a cara da criança nos carrinhos dos supermercados. Não vá alguém no nosso país ainda não ter visto uma daquelas montagens da SIC com o “Don´t You Forget About Me” dos Simple Minds.

Pode dar-se o caso da Dona Manuela, de Vila Pouca de Aguiar, ter de ir comprar um quilo de arroz basmatti, ver a cara da menina no carrinho e exclamar “mas... desapareceu uma criança no Algarve? Não sabia! E... e... parece mesmo aquela miúda que agora puseram lá na fábrica a coser sapatos”.

Os McCann esperam assim que um dos carrinhos os leve até onde Maddie está. Uma opção curiosa, se tivermos em consideração que o casal já devia ter percebido que carros é uma coisa que só lhes anda a trazer chatices na investigação. Mas estes, ao menos, não têm bagageira.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D