Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

13
Jan08

De Encontro ao Pára-Brisas - Odete

condutoras de domingo
As Condutoras de Domingo estão sempre atentas a tudo o que se passa na estrada. E esta semana fomos testemunhas de um terrível acidente, ali ao pé das portagens da ponte 25 de Abril. O carro cinzento de Odete Santos descaiu e tocou no automóvel dum operador de câmara, de nome Nuno Santana. No fundo, isto foi apenas mais um incidente na senda da rivalidade que opõe Odete a toda a família Santana. À primeira vista, parece ter sido um toque, nada de mais. Mas à segunda, e visto através do olho clínico do 24 Horas, é bem mais grave! Diz o jornal que o cameraman sentiu o carro ser abalroado! Ainda apitou, gritou, gesticulou (coisas invulgares nas nossas estradas) mas tudo em vão… Odete seguiu em frente, indiferente aos estragos que causara. Um risco com… 3 milímetros, sensivelmente. O que se viveu depois foi uma autêntica perseguição à americana. Mas sem polícia nem sirenes. Apenas um Hyundai e um pequeno C2. Ricardo Azevedo quando deixar a imobiliária poderá fazer um novo single chamado pequeno C2. Fica a sugestão! Continuando… Nuno Santana perseguiu Odete, travando-lhe a passagem. Ela nega qualquer acidente. Disse mesmo que “esse senhor não bate bem da bola” e acrescentou: “o meu carro nem deu sinal de ter batido!”. 1ª conclusão, ainda antes de atribuir culpas a alguém: Odete Santos anda a bordo do Kit, que fala com ela e dá sinal quando bate em obstáculos. Odete sente-se alvo de calúnias, dizendo que o homem lhe chamou “mentirosa, aldrabona, doida” e disse-lhe que “estava medicada e sem condições para conduzir”.

Ora, aqui para nós, só mesmo medicada é que a ex-deputada está capaz de conduzir. Ao que parece, o que irrita Nuno Santana é o facto dela não admitir que bateu. Nas suas palavras: “o que não aceito é a falta de humildade de uma pessoa com as responsabilidades que ela já teve”. Tem razão, sim! Afinal de contas, uma pessoa que já protagonizou a revista “Arre Potter que é demais”, tem um estatuto a manter. Tem que dar o exemplo. Sobretudo nas estradas. Senão habilita-se a ir para a nossa secção de Destravados e ser a Lindsay Lohan portuguesa. Com tudo o que de desprestigiante e vergonhoso isso implica para a nação. É que cada país tem o que merece. Enquanto “lá fora” os operadores de câmara se habilitam a ser namorados duma Jennifer Aniston, os nossos ocupam-se a perseguir ex-deputadas comunistas na A2 Sul. Conclusão final: quem é o culpado? Não faço ideia. A única coisa que tenho como certa é que têm ambos demasiado tempo livre. Que tal unirem esforços e fazerem um programa de televisão? Ela dá a cara, ele filma. Pode até ser sobre segurança rodoviária. Mas o título “Condutoras de Domingo” já está tomado, lamentamos.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D