Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

23
Dez07

Os Três Reis Magos

condutoras de domingo
Rei Gaspar!
Sócrates e Mário Lino vão ter que fazer uso do seu espírito natalício para dividirem este Rei Mago, o Gaspar. De certeza que a tarefa não vai ser complicada, porque estes 2 senhores deram provas de enorme solidariedade, ainda esta semana. Ao brindarem o povo português com aquilo que mais gosta. Inaugurações. É verdade. 17 anos depois, a linha azul do metropolitano tem finalmente um novo troço! A coisa andava mortiça desde que estrearam o túnel do Marquês e a FNAC de Alfragide. E os excursionistas especializados em ser os 1ºs a pisar pavimentos luzidios andavam a ressentir-se. Era já demasiado tempo sem ver ministros a cortar fitas e a destapar placas com inscrições nada originais. Nunca dali sai um poema, um ditado popular, nada. Mas a malta aprecia na mesma. É como aqueles filmes de domingo, que já se sabe como acabam. Com o Natal à porta e poupanças nas iluminações do Chiado, Sócrates achou por bem compensar os portugueses com mais uma festança e dar uma prenda a Mário Lino, para ele desembrulhar. Com apenas uma condição: manter-se calado! É que, toldado pela emoção, podia dar-se o caso do Ministro das Obras Públicas soltar algumas palavras em francês, estilo “metro em Santa Apolónia? Toujours, toujours”, ou sugerir a criação de uma linha roxa, até à Ota. Sócrates teve duas preocupações constantes ao longo da viagem inaugural: não amarrotar o seu sobretudo e manter Lino debaixo de olho. Principalmente na passagem pelo Cais Sodré. Ao que as condutoras de domingo apuraram, Mário Lino anda a frequentar o programa Novas Oportunidades, para fazer o Módulo de História e Geografia. E já abandonou a teoria de que a Margem Sul é um deserto. Agora acredita piamente que desembarcam todos os dias no cais fluvial tropas da Normandia. Consta até que ao sair da estação do Terreiro do Paço se encolheu… com medo dos bombardeamentos. Assustando de morte m bando de pensionistas que tinham vindo de Alverca de propósito para estrear as carruagens, e que gritaram: “pronto, é agora que isto vai inundar! Salve-se quem puder!” Mário Lino termina o ano a provar a Sócrates, uma vez mais, que é perito em enterrar-se. Mesmo debaixo da terra e inclusivamente sem abrir a boca.

Rei Baltazar!
Para Nicolas Sarkozy. Por protagonizar o melhor conto de Natal deste ano. Uma coisa assim entre as fábulas dos Irmãos Grimm e os clássicos da Disney. É que foi precisamente o parque de diversões o cenário escolhido por Sarkozy para apresentar a nova namorada ao Mundo: Carla Bruni. É verdade, parte do mundo já a conhecia… Alguns pela carreira de modelo, outros pela de cantora. Os primeiros estão neste momento a roer-se de inveja do Presidente Francês, e a pensar como seríamos um país diferente se em vez de uma Maria, Cavaco Silva tivesse uma Nayma. Os outros, que tenham o azar de ter em casa um CD da Carla Bruni, com certeza que lamentam a sina de Sarkozy. É que ouvir “quelqu’un m’a dit” de manhã à noite… é um castigo demasiado severo! Mas o Presidente francês é capaz de merecer… É que ele está para lá do nível admissível de vaidosice, ultrapassando Sócrates na escala de metrossexualidade. Uma exímia conjugação de camisas e gravatas é muito pouco contra um presidente que manda corrigir as suas fotografias no Photoshop. Para que não se vejam as banhas da barriga. É concorrência desleal para o nosso Sócrates. Mas há sempre a outra face da moeda: Sarkozy, pelo menos, pode gabar-se de andar com uma artista, enquanto que ao nosso aprumado primeiro-ministro resta contentar-se com uma jornalista. Que tem mantido escondida dos olhares mais indiscretos. Pois, pudera! Se quiser seguir o exemplo do político francês e apresentá-la ao público num parque de diversões… o máximo que pode fazer é meter-se no carro e ir até à Bracalândia. O que ainda é trabalhoso!


Rei Belchior!
Para Nuno da Câmara Pereira. Pela caridade cristã que mais uma vez demonstrou este Natal, no Parlamento. Perante uma petição internacional que sugeria a criação do Dia Mundial da Luta Contra a Homofobia, Câmara Pereira não esqueceu os pobres e oprimidos. E ergueu a sua voz, uma vez mais, para defender as minorias. O homem que “teve um cavalo ruço que se chamava gingão”, que confessou numa entrevista que “a peça de roupa que mais preza é a cuequinha”, e que tentou em tempos afirmar-se como legítimo herdeiro da coroa portuguesa… Não nos deixou ficar mal e escreveu um relatório detalhado sobre a petição contra a homofobia. Ele é contra, claro está. E porquê? Porque isso colocaria os homofóbicos numa situação de discriminação. Ora isto não se faz! Discriminar pessoas que odeiam homossexuais… Segundo Câmara Pereira, criar um dia de luta contra a homofobia seria atentar contra a liberdade de opinião. Mas a especialidade do deputado monarca é mais contrariar a opinião alheia. É que não é a 1ª petição que boicota: já tinha estragado a brincadeira à malta zen que queria um Dia Nacional do Yoga. Fora isso, não lhe é conhecida mais nenhuma intervenção na Assembleia. Mas o relevo destas é tão grande que é natural que tenha de descansar. Nós queremos desde já fazer um esclarecimento. Ao atribuir a Câmara Pereira o Rei Mago preto, Baltazar, não quisemos ofender nem os racistas, nem os militantes de extrema-direita nem sequer a minoria das minorias, ainda mais irracional e incompreensível que essas: os que defendem o regresso da monarquia!

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D