Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

02
Dez07

Condução Defensiva - Sousa Tavares vs Pulido Valente

condutoras de domingo
Hoje, não recomendo livros. Ou melhor, até podia falar dos recentes livros de Miguel Sousa Tavares e Vasco Pulido Valente. Mas para quê? Para quê se, por detrás do que os senhores andam a escrever, se esconde um aceso bate-boca que tem agitado Portugal?! Por detrás não! Pela frente: Sousa Tavares e Pulido Valente andam a usar todo e qualquer cantinho de jornal para se difamarem um ao outro. Mais parecem duas comadres a puxarem os cabelos uma à outra, enquanto tentam desferir pequenos socos verbais nas suas pálidas bochechas. Tudo terá começado quando Vasco – vamos tratá-los pelos nomes para sentirmos mais de perto o calor do combate - classificou Equador como “um romance de aeroporto”. Dizia que a história tinha um herói, “uma espécie de super Miguel um pouco ridículo, com o seu arzinho aristocrático e a sua obrigatória consciência de esquerda”. Depois, acrescentava aquilo que podia ser a segunda parte da novela: Miguel teria revelado ao Expresso que Vasco não tinha lido o livro quando falou dele; depois foi lê-lo e achou-o óptimo. Quem terá contado isto ao Miguel foi um amigo anónimo, certamente um outro vizinho da Lapa, esse bairro pródigo em nobres desentendimentos, um amigo que Vasco descreve como “tão analfabeto” quanto Miguel. Ora digam lá se estes não são insultos ao nível dos que se ouvem nos estádios de futebol?! Pois não, não são. São o produto de duas línguas viperinas de trazer por casa com demasiado tempo a perder. É que Miguel também não resistiu a dizer que o conhecimento do mundo que Vasco tem não vai muito além de Oxford e do Gambrinus; e mais: que ia dar cabo dele. Apetece dizer: ó minhas meninas, tenham juízo. Deixem lá essas brigas de bairro chique. E sobretudo deixem de ocupar as páginas dos jornais com as vossas querelas provincianas. Todavia, não deixam. Há uns dias, Vasco voltou à carga: escreveu milhares de caracteres sobre Rio das Flores. Os insultos e as críticas são semelhantes. Não vou repeti-los. O que me preocupa é o rebuscado masoquismo destas figuras. Vasco, por exemplo, leu Equador no hospital, só porque não tinha cabeça para mais nada. Quem não tem cabeça para mais nada e está internado, não se põe a ler um romance que o tortura pela mediocridade! Acho eu. Mas eu também acho que deviam resolver isto com terapia conjugal. Ou recorrendo a uma astróloga. A nossa está de férias, infelizmente. Fica deprimida com as estratégias pouco dignas que inventam para vender livros; com o Natal; e com duelos sem espada, muita tinta e pouco sangue, como a destes dois senhores que têm maus fígados e problemas de vizinhança a todos os níveis.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D