Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

28
Set07

O que é Nacional é Bonzinho

condutoras de domingo
Esta semana andou a circular pela Internet um mail que divulgava um filme sobre o Tróia Resort, o mega-investimento da Sonae-Turismo na Península de Tróia.
Dizia o dito mail que Belmiro de Azevedo não brinca em serviço. E isto porque o filme publicitário sobre o futuro eco-resort da Sonae anda a correr o mundo, mas um mundo que não inclui Portugal.
Que Belmiro de Azevedo não brinca em serviço, já toda a gente sabe, incluindo os portugueses; só não se sabia era que Belmiro tinha tanta consideração pelos cidadãos nacionais. As razões são várias, mas vamos concentrar-nos nas mais óbvias, naquelas que qualquer pessoa, mesmo a mais desatenta, consegue identificar com o simples visionamento deste filme que me chegou por mail e cujo conteúdo é novidade para a maior parte dos portugueses:
Em primeiro lugar, o filme obriga a um esforço de imobilidade e concentração enorme. Quem o vê tem que ficar mais de 10 minutos atento, focando imagens idílicas. Como é evidente, a personalidade psicossocial de um português não lhe permite isso. Em qualquer português, esconde-se um homem (ou uma mulher) de acção e, por isso, períodos superiores a 5 minutos só podem ser empregues em actividades que envolvam movimento. É o caso, por exemplo, de uma longa permanência num sofá durante a transmissão de um jogo de futebol. Nesta situação, podem ver-se, de facto, por períodos superiores a 10 minutos, 22 homens em movimento. Outro caso paradigmático é o passeio de Domingo pelo shopping. Nestas andanças, um português cruza-se com outros, interage, mesmo quando fica parado durante cerca de 15, 20 minutos, vá lá, uma boa meia-hora, em frente de uma montra. Até quem considera que os portugueses são sonhadores, consegue ver no nosso povo um aglomerado de 10 milhões de sonhadores activos, gente que anseia ardentemente, durante 90 minutos, que uma bola entre numa baliza ou que se passeia pelas montras, suspirando por uma boa carteira Prada. Ao contrário de imagens idílicas da Península de Tróia que nos induzem em erro por nos fazerem pensar que aquele pedaço de Portugal até podia ser nas Caraíbas, estes, sim, são bons alimentos da imaginação e do sonho.
Em segundo lugar, as imagens idílicas que compõem este filme – golfinhos a nadar, golfistas a acertar nos buracos, senhoras a espalhar cremes bronzeadores, espécies de aves raras a voar, o mar a bater na areia, casas com piscinas a acabar no oceano, e por aí fora – todas estas imagens são acompanhadas por frases sonantes que prometem «um paraíso intocável e secreto». Ora, os portugueses não são parvos e vivem em Portugal. Facilmente vão até Tróia e encontram lá tudo menos o paraíso. Ou seja, nem as imagens nem as frases do filme correspondem ao que existe em Tróia no presente. E os portugueses são gente com sentido prático e realista. Isso de comprar antes de ver é coisa para gente que não tem os pés bem assentes na terra. E isto leva-me a crer que nenhum dos lotes de mais de um milhão de euros que esgotaram logo no primeiro dia em que foram postos à venda foi comprado por um precavido e sabido português.
O seguinte remate será suficiente para aferirmos da boa estima em que nos tem Belmiro de Azevedo e toda a equipa da Sonae Turismo: o filme que circula na Internet é falado em inglês, não tem legendas e a música de fundo embala-nos sem, no entanto, nos adormecer. Na verdade, Belmiro de Azevedo é como qualquer bom português: profundamente humano e sensível e, no entanto, forte e determinado. Um homem que evita os conflitos e crê, como nenhum outro povo, nos milagres. Na Sonae Turismo, consideram-se as antinomias profundas do povo português, o desprezo que temos pelo utilitarismo e pelo conforto. Realmente, aquele vídeo não é para nós. Obrigada, Sr. Belmiro.
 
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D