Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

18
Nov07

Agarrado ao Pára-Choques - O Barbas

condutoras de domingo
Já toda a gente sabe que o restaurante O Barbas foi mais uma vítima da imparável ASAE. Até aqui, tudo normal. É como jogar fora e perder. Mas a história começa a ganhar contornos benfiquistas a partir do momento em que o restaurante é fechado, reaberto, e fechado outra vez. Isto já equivale não só a perder fora, mas a ouvir ruidosos “olés” da claque adversária e ver a nossa abanar lenços brancos. Bem… no caso do Barbas lenços brancos é coisa que não se vê muito, já que o restaurante fechou por falta de higiene. Ora, isto não pode espantar alguém que tenha vivido em Portugal nos últimos anos. Porque todos nos lembramos do Barbas na inauguração do estádio da Luz, de cócoras, devorando fartos pedaços de relva, ou não? Na altura disse que era para dar o exemplo aos jogadores do Benfica. Por esta ordem de ideias, imagino o que faça na cozinha para inspirar os empregados… É natural que a ASAE tenha voltado a encerrar o… Complexo O Barbas. É assim que se chama. E diz que tem a seus pés a mais bela praia de Portugal. E eu que pensava que aquilo era na Costa da Caparica! A única coisa que espanta no meio disto é que os fiscais não tenham levado, junto com talheres enferrujados e maionese com data de 98… a barba do Barbas! Querem coisa menos higiénica do que aquilo? Tanta mania das limpezas e afinal, deixam que o homem passeie aquele matagal por cima de tachos e panelas de cozido. António Ramos – o nome de restauração de Barbas – passou uma tarde inteira à porta da ASAE, queixando-se que “isto é pior que no tempo de Salazar”. Claro, nessa época o Benfica lá ganhava alguma coisa! Pediu também que o deixassem trabalhar, numa clara homenagem a Paulo Autuori, o mítico treinador do SLB que sobreviveu uma época inteira usando só essa frase. Barbas está indignado por lhe terem fechado as portas num fim-de-semana com sol, diz que isso não se faz! É indecente, de facto! Uma coisa que já se faz bastante, sobretudo lá fora, é partir fémures a jogadores adversários. Isso Barbas não só aceita como louva. E aproveitou o domingo de sol para criar um novo slogan: “Bynia, és a alma e a garra benfiquista”. Ok, cada um escolhe a mascote que quer para o seu negócio. Há quem preferia aqueles cozinheiros de loiça, que seguram na ementa, há quem opte por esta versão camaronesa. Mas que grande chamariz! Assim uma pessoa pensa: tudo bem, posso eventualmente morrer devido às salmonelas da mousse, mas vou ser recebido por Bynia. Sei que já estão planeadas as próximas manobras de marketing: uma degustação de enchidos com a presença de Argel, um jantar temático com Petit e o I Certame Nacional de Peras Bêbedas, conduzido por Miguel.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D