Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

22
Jun08

Estação de Serviço - Relógios Greenwich

condutoras de domingo

Hoje vamos falar de tempo. Não é aquela típica conversa de elevador: “amanhã diz que vai chover” ou “está-se a pôr fresquinho”. Vamos falar de tempo a sério. Daquele que nos escapa mais à compreensão do que os aguaceiros e neblinas matinais. O das horas e dos minutos. Pois os nossos problemas de pontualidade acabaram a partir de… agora. Porque vim comprar o Greenwich Premiere, o relógio-cronógrafo da Art Gallery. Em 1º lugar, tinha de acabar com esta falha gravíssima que era não visitar a Art Gallery. Essa entidade suprema da venda de inutilidades, que aparece há anos e anos nos intervalos das novelas mexicanas, pronta a surpreender donas de casa desinspiradas, capazes de gastar o subsídio de desemprego numa jóia preciosa. Além disto, o próprio relógio é fascinante. O mostrador tem gravação estilo guilloché (seja lá isso o que for), numeração romana, que dá imenso jeito (para dizer as horas a quem nos perguntar: faltam X minutos para as V da tarde)… E melhor: é um relógio seguro. Está protegido por um vidro de safira anti-riscos. Que é, ao mesmo tempo, uma coisa prestigiante. Toda a gente quer preservar os seus bens mas… uma coisa é dizermos que temos dinheiro no cofre, outra coisa é falar dum cofre em aço inoxidável banhado a ouro de lei. Uma coisa é ter grades nas janelas de casa, outra coisa é ter grades com gravação exclusiva do nome do fabricante. É isto que oferece o relógio Greenwich Premiere, na versão Senhora e Cavalheiro. Lá está… Outro dado que vem acrescentar charme. Não falamos em sexos, em homens e mulheres, falamos em senhoras e cavalheiros. Qualquer pessoa que use este relógio fica subitamente mais requintada. Até pode estar a trabalhar na estiva, a comer carne assada com as mãos ou a palitar os dentes. Mas fá-lo-á de forma chique, porque usa uma bracelete em pele genuína, um relógio com “um coração de quartzo oscilando num elevado número de vibrações”. Isto é como ter um poema que nos diz as horas. Este relógio promete unir dois mundos até agora incompatíveis: a elegância dos relógios clássicos e a precisão dos desportivos. Ora, isto não é grande coisa. Se fossem capazes de fundir o design dos relógios de cuco com a beleza dos relógios de cozinha… isso sim, podia ser uma pequena revolução. Mas o que me convenceu mesmo a encomendar este relógio foi o taquímetro, que mede a velocidade dos veículos. Achei que nos ia dar imenso jeito. Mas confesso que encontrei um produto ainda melhor que o relógio: o estojo onde ele vem. É em madeira lacada, forrado com um suave tecido de cor creme. Isto dá vontade de exibir o estojo em tudo o que é evento social. Acho que estes relógios Greenwich vão ser o último grito de moda mas… em relógios de bolso, com caixa e tudo.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D