Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

18
Mai08

Estação de Serviço - Kit Futebol

condutoras de domingo

Com a lista dos convocados anunciada, todos os portugueses entraram em estágio. Até porque isto de perder na 1ª fase exige uma longa preparação. Não é preciso aquecimento, basta preparar o kit da bola: aperitivos e cerveja. Mas esta prática ancestral já deixou há muito de ser simples. Antes decidia-se só entre pevides e tremoços, e entre cerveja de lata e de garrafa. E o jogo podia começar. Hoje, o mais provável é que acabemos por perder a 1ª parte, porque 45 minutos é o mínimo que se demora a decidir. Nas batatas fritas o processo de escolha é mais complexo que o das directas do PSD. Até porque aqui os argumentos são claros: umas são onduladas, outras lisas, umas camponesas, outras originais. Tudo conceitos muito complexos para se decidir assim do pé para a mão. Sei lá se prefiro artesanal ou caseiro. Isto é questionar os meus princípios ali, em pleno corredor dos aperitivos. Não se faz. E quando já me alistei por um género, quando finalmente decidi que prefiro Mediterrâneas a Ibéricas, é preciso decidir se quero que saibam a ervas, a presunto, a queijo ou a coelho à caçador. As batatas fritas já deixaram de ser um acompanhamento. Cada batata inclui já a roda dos alimentos toda. Mas as mais paradoxais são as light. Para pessoas que não se querem comprometer com nada. Se houvesse sondagens e projecções eleitorais no mundo dos fritos, a malta que compra batatas light compunha a facção dos indecisos.

 

 

Estes são os mesmos compradores de cerveja sem álcool. Pessoas que querem comer colesterol puro com ketchup e maionese sem engordar, e beber três grades de cerveja sem ficar bêbedas. Com as cervejas é ainda mais difícil. Parece que estamos a escolher a religião que professamos, entre Abadia Gold ou Abadia Rubi, o estilo de festa que frequentamos entre Bohemia, Bohemia D’Ouro e Tango, ou os tons que preferimos para a nova decoração lá de casa – entre a Sagres Preta e a Superbock Green só falta mesmo uma Carlsberg Wengué, que fica super a condizer nas cozinhas. Gosto particularmente deste novo conceito da SuperBock Gourmet, que acompanha muito bem com as novas batatas Lays Gourmet. Mas claro, só se tivermos um sofá da Divani&Divani e um plasma LCD. Não vale a pena ter uma refeição gourmet se o nosso rabo estiver assente num sofá da Moviflor e a televisão tiver sido comprada no LIDL. Estou indecisa. A única certeza que tenho é que vou comprar o abre caricas com contador digital, que contabiliza o número de cervejas abertas ao longo da noite. Porque quando o Nuno Gomes falhar o quarto golo de baliza aberta, e nós começarmos a lamentar que o Figo e o Baía só apareçam em anúncios de cerveja, a única solução vai ser abrir muitas garrafas. E beber, beber muito.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D