Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

20
Abr08

Condução Defensiva - Vila Faia

condutoras de domingo

Apertem os cintos e entrem numa condução defensiva à caça-fantasmas. É verdade: hoje vamos caçar um fantasma - uma alma penada que marcou os anos 80; depois, durante 20 anos, andou adormecida nas nossas memórias, feliz pelas recordações que originou; agora, resolveu acabar com a distância a que se costumam manter as leves memórias e regressou em força. Em força é como quem diz porque este pobre fantasminha bem quer assumir os múltiplos formatos que o século XXI proporciona, mas não tem sido fácil. Primeiro, arrastando uma corrente ferrujenta, o fantasma quis retomar a sua antiga vida, sob a forma de êxito televisivo. A coisa correu mal; aliás: a coisa começou por correr mal, está a correr mal e parece que vai continuar a correr mal. Por isso, perante um insucesso, o que fazer? Mandar o fantasminha de volta para o céu estrelado das nossas memórias? Não! O truque é insistir, escarafunchar bem no insucesso, dando-lhe novas asas, daquelas que parece que dão para voar e, todavia, apenas ajudam a que a queda seja mais a pique. Para acabar com o suspense, que mais parece saído do argumento de um regresso dos mortos vivos, versão série Z, vou identificar o fantasma: Vila Faia, a própria, a mesma. E a outra também, a do remake. Vila Faia, a novela que víamos sentados no chão em frente ao sofá do avô, de mãos dadas com a família, em plena comunhão televisiva. Vila Faia vai agora ser transformada em livro. Como se não bastasse a RTP ter atirado a história para um horário pouco dado a êxitos. Soube disso (eu e as outras condutoras) através de uma notícia de jornal que desapareceu sem deixar rasto no mundo da informação portuguesa. Procurámos, procurámos e não descobrimos mais nada a não ser que em breve haverá livro. Ou talvez não. Se calhar, o fantasminha, tão desprezado que tem sido na versão remake televisivo, vai revoltar-se, recusando ser livro. No fundo, já sabe que o esperam as prateleiras inalcançáveis das grandes superfícies. Depois disso, o abate, uma espécie de segunda via do passaporte para o universo dos mortos; desta feita, sem a possibilidade de deixar boas recordações. É por isso que recomendo, esperando ainda ir a tempo, a quem teve a ideia de transformar Vila Faia em livro, que pare! Aposte antes no material escolar ou, melhor, numa caderneta parecida com a do Roque Santeiro, aquela onde se podiam colar as cabecinhas das personagens. Será certamente um sucesso capaz de acender a polémica e de justificar um prós e contras dedicado ao tema «Afinal, que cara deve ser atribuída a Godunha? A de Nicolau Breyner ou a de Albano Jerónimo?» E toda a gente sabe que só estes pequenos detalhes têm o poder de ressuscitar os mortos e fazer um grandes sucesso.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D