Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

06
Abr08

Estação de Serviço - Bimby

condutoras de domingo
Antigamente toda a gente tinha uma empregada com aquelas fardas com gola de renda. Hoje, criadas de avental só sobrevivem em telenovelas, e o que toda a gente tem é uma Bimby. Sim, estou a comparar uma máquina com as governantas, não só porque ela faz tudo e mais alguma coisa, mas porque os donos a tratam com mais humanidade. Descrevem-na como “ajudante de cozinha imbatível, 12 vezes patenteada, inovadora e sem rival”. Nunca vi ninguém falar de forma tão apaixonada duma funcionária. Mas também é verdade que não conheço nenhuma que pique, rale, corte, bata, amasse, moa, triture, pese, emulsione, cozinhe até a vapor e se lave sozinha. Bem, esta parte da higiene pessoal já não sei. Mas de que nos serve uma empregada que limpa até as orelhas e o umbigo, se depois não é multifunções? A verdade é que por trás da Bimby se esconde um poderoso sistema, com malta que entrega a vida a esta causa, e vai por aí fora, levar a mensagem do robot de cozinha. Dizem-se “agentes por convicção”. É aqui que reside a grande diferença. Nunca ouvimos ninguém dizer que é agente da D. Maria de Fátima e publicitar o seu polvo à lagareiro em 5 minutos. À falta dum sindicato das domésticas portuguesas, a Bimby tem toda uma tropa de convertidos que deixa família e trabalho e entrega a sua vida à perfeição deste instrumento. Todos conhecemos pessoas assim: já não nos convidam para jantar, avisam que a Bimby vai dar um jantar lá em casa. Nesse momento tememos que na próxima vez seja a própria da Bimby a telefonar-nos. Nunca sabemos se não vamos ser os próximos a cair em tentação. É um momento quase tão marcante e incontornável como o primeiro emprego ou o casamento. A demonstração da Bimby. Chegando lá, sabemos que não vamos conseguir recusar. Não há relato de ninguém que tenha saído ileso. Ao fim do 3º prato cozinhado em minutos, já estamos a fazer contas à vida e aos créditos. E a contrair mais um empréstimo, só porque a Bimby faz granizado de morango, coisa tão útil. Depois disto, é todo um ritual. Deitar fora o arsenal de tachos, panelas, oferecer os electrodomésticos aos sem-abrigo (o que é parvo, porque eles não usam tomadas), deixar de ir a eventos sociais para conhecer melhor a Bimby, os seus gostos e anseios. Mas tudo isto pode mudar. Num segundo. Porquê? Porque a maravilhosa Bimby pode estragar-se! É verdade. Têm saído avisos na imprensa sobre o modelo TM31, que foi vendido nos últimos anos com defeito e não cumpre os padrões de segurança. Não são descritos acidentes mas já imagino mães de família transformadas em strogonof e homens cozinhados na velocidade 3, quando queriam apenas fazer uma omelete.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D