Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

06
Abr08

Condução Defensiva - Literatura Maddie

condutoras de domingo
E agora algo completamente... idêntico! A literatura Maddie está de volta a este nosso carro! Como resistir-lhe quando as caixas de mail estão entupidas com informações sobre mais livros dedicados ao desaparecimento da menina McCann?! Desta feita, a obra chama-se A ESTRELA DE MADELEINE e foi escrita por Paulo Pereira Cristóvão, o antigo inspector da PJ de cuja pena saiu A ESTRELA DE JOANA. Parece que o que o levou a dedicar-se ao caso Maddie foi um desafio lançado pela editora do livro. (Pudera... Para quê continuar a disfarçar o facto de Maddie se ter tornado num negócio rentável?) Mas, segundo Paulo Cristóvão, houve outra razão: Portugal e a PJ foram «vítimas dos mais violentos ataques de que há memória sem que da (...) parte [dos] portugueses e instituições portuguesas tivesse havido defesa.» E, vai daí, qual justiceiro, publica A ESTRELA DE MADELEINE. Comovidas, nós e o nosso carro, portuguesas dentro de uma instituição portuguesa, agradecemos. Sobretudo porque o autor diz que escreveu este livro «com o coração», considerando-o «um grito luso contra aqueles que, entrando pela soleira da nossa porta dentro, não quiseram nem souberam respeitar-nos.» E como é que, então, nos damos ao respeito? Publicando livros atrás de livros sobre uma investigação ainda não terminada, com base, e passo a citar o autor, nos «poucos factos apurados pelos investigadores e nas contradições das testemunhas». Há quem lhe chame receita do sucesso. Não; afinal esta é a receita do respeito. E não leva mais nada, a não ser a promessa de desafiar os leitores a encontrarem a chave deste enigma. Ora, o único enigma que vislumbro aqui é como descobrir neste livro uma «nova visão, elucidativa e vital para a conclusão dos factos e apuramento da verdade». Mais parece alguém a querer substituir-se à própria PJ, afirmando ao mesmo tempo a sua credibilidade. Mas que sei eu disto? Nada. Afinal, Pereira Cristóvão esteve 5 meses a escrever este livro, cuja publicação não podia mais ser adiada (não vá Maddie aparecer algures e estragar tudo!). Fico apenas aliviada por perceber que A ESTRELA DE JOANA lhe custou 3 anos e meio de trabalho de escrita, ou seja, comparando com os 5 meses que lhe levou o livro sobre Maddie, percebe-se que Paulo Cristóvão anda a conseguir publicar em menos tempo. Dentro de semanas teremos certamente outro livro. Talvez A ESTRELA DE MARILUZ. E, claro, por sugestão de uma qualquer editora, teremos ainda a primeira colecção de literatura Maddie: a colecção «A Estrela de...». Só espero é que, entretanto, continuem a mediatizar casos de crianças desaparecidas ou esta colecção corre o risco de ter que se virar para os objectos perdidos. E assim teríamos que levar com mails a anunciar o imperdível A estrela das chaves de casa ou A estrela dos óculos escuros...

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D