Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Condutoras de Domingo

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Elas em contramão, sempre a abrir, pelos acontecimentos da semana.

Condutoras de Domingo

30
Mar08

Condução Defensiva - O Enigma

condutoras de domingo
Já aqui uma vez anunciei um novo e muito recente género literário, a literatura Maddie. Tal como previsto, a literatura Maddie teve o seu período de vacas gordas e depois esmoreceu. Até porque se estava a tornar repetitiva, tendo em conta que não havia a possibilidade de renovar a narrativa nem as personagens, a acção, o enredo. Mas, como em Portugal há muitas cabeças inventivas, surgiu entretanto um sub-género dentro da literatura Maddie. Chama-se literatura Maddie ficcionada e, tal como o nome indica, cria uma ficção a partir da história real que todos conhecemos. A distinção entre o género maior e o sub-género tem gerado uma intensa discussão no meio académico, pois é tão difícil perceber onde começa um e acaba o outro como é complicado entender onde termina a realidade e se inicia a ficção neste caso concreto. Consta que uns teóricos chegaram a levar uns valentes estalos à conta disto... Seja como for, o que é certo é que agora se publicam romances, cujos autores não negam que se inspiraram no desaparecimento de Maddie. Alguns tentam, como é o caso de Francisco Duarte de Carvalho, responsável pelo recente O Enigma da Praia da Luz. Diz ele que o livro é uma ficção baseada em factos reais e que, no entanto, não está a criar nada de novo. Isto causa alguma perplexidade porque a ficção pressupõe isso mesmo: a criação de algo que se deseja novo. E o que é que este livro conta?

Ouçam bem: uma história sobre UMA MENINA DESAPARECIDA. Onde? No Algarve, na PRAIA DA LUZ. E mais? Há DÚVIDAS QUANTO AO DESAPARECIMENTO E À INVESTIGAÇÃO POLICIAL. Só? Não! Há ainda JORNALISTAS metidos ao barulho. Então o que é este livro traz de novo? Passo a citar o autor: «Não posso adiantar muito sobre o enredo, mas revelo já que, no final, há uma criança que aparece.» Fabuloso! A única coisa que nos poderia levar a ler o livro é a estratégia adoptada pelo próprio autor para espicaçar a curiosidade dos leitores. Se isto não é esperto, caramba! Não se bastou com ele com a invenção de um sub-género literário!... Enfim, com esta revelação, espero que os ouvintes que costumam viajar connosco aos domingos de manhã estejam gratos por mais uma leitura que lhes poupámos. Não é preciso lerem este livro. A história é praticamente igual à de Maddie, só que no fim a criança aparece. É isto. Valha-nos o facto de o autor deste romance dizer que está de consciência tranquila. Haja alguém!  

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

escreva-nos para

condutoras@programas.rdp.pt
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.

as condutoras

Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.

podcast

Ouça os programas aqui

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D