as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Sócrates e as Marquises

Terrorismo em Portugal

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007


Domingo, 3 de Fevereiro de 2008
Sócrates e as Marquises
De Portugal, diz-se muitas vezes, “é um país de engenheiros”, e isto tanto pela esperteza saloia, como pela forma fácil e sem espinhas que se conseguem os diplomas de engenharia.
Já sabíamos que para se conseguirem licenciaturas fáceis – tipo, só juntar água e uma prova de inglês técnico – só era preciso uma inscrição na Universidade Independente. Agora, ficámos a saber que para se conseguirem curriculum e obra feita, bastava mandar projectos para a câmara da Guarda. Esta semana, ficou a saber-se que José Sócrates terá assinado, ao longo dos anos 80, projectos de edifícios da autoria de outros técnicos. Como nalguns casos, essas pessoas eram funcionárias do município e não podiam dar o nome pelos projectos, José Sócrates faria o favorzinho de assinar em nome deles, de maneira à papelada poder seguir sem problemas. De acordo, com os jornais, no essencial, trata-se de casas de emigrantes, ampliações e anexos... Tudo bonitos empreendimentos de fazer o orgulho de qualquer curriculum. Ou seja, o actual primeiro ministro pode bem ser o responsável pela existência de belas vivendas cheias de azulejos e leões de pedra à porta, para já não falar de muita marquise toda em caixilharia de alumínio. Mas, este caso das “assinaturas de favor” só nos leva a pensar se tudo isto não fará parte de trama muito maior. Primeiro, descobrimos que o engenheiro não era bem engenheiro; agora ficamos a saber que os projectos da sua autoria, não eram bem da sua autoria... não tarda, estão a dizer-nos que a cimeira de Lisboa, afinal, foi em Madrid, que a senhora Merkel, afinal, grama é do Sarkozy e que toda esta legislatura não passa de uma ilusão. Se calhar, o verdadeiro primeiro-ministro é o senhor Manuel Antunes, da Bobadela. Sócrates limita-se a assinar papeis e aparecer nos sítios em nome dele. E, na volta, quem anda a correr pelas capitais de todo o mundo é a Vanessa Fernandes. O nosso primeiro, basicamente, só aparece depois, com uma camisola toda suada e u corte de cabelo modernaço, a fazer-se todo guapo para a câmara e a dizer que o jogging é dele.

tags:

publicado por condutoras de domingo às 11:54
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Domingo, 27 de Janeiro de 2008
Terrorismo em Portugal
Mas todas estas normas e imposições só nos aproximam mais da meta europeia, como José Sócrates tanto ambiciona. E agora, como qualquer bom país civilizado até temos terrorismo.
Sim, esta foi a semana em que a ameaça terrorista chegou finalmente a Portugal, com direito a alertas às cores, fronteiras vigiadas e 3 ou 4 polícias de bigode a mirar árabes com ar de caso.
O alerta foi dado pelos serviços secretos espanhóis: Portugal poderia estar na mira dos terroristas e ser, em breve, alvo de atentados. uhh! Que medo! Bom, para já é duvidoso que os terroristas tenham sequer ouvido falar de Portugal e, depois, há que ponderar no interesse estratégico na batalha contra o ocidente de atacar esta coisita ao lado de Espanha: nenhum.
Durante dois dias, ainda vibrámos por estarmos, finalmente, no clube dos grandes, dos que têm ameaças de atentados e assim. Como daquela vez em que Durão Barroso se foi meter na fotografia, à conta da guerra no Iraque. Mas, foi sol de pouca dura. Depressa se percebeu que a ameaça terrorista se resumia, afinal, a dois paquistaneses que andavam a monte em Portugal.
Muito provavelmente, estes pobres homens apenas vieram cá planear atentados por engano. A ideia deles era Madrid, mas viraram mal numa estrada e quando deram por ela estavam a comer uma açorda em Elvas. Ou, então, simplesmente, saíram um bocadinho da área limítrofe do Martim Moniz e foram até à baixa de lisboeta, que é o suficiente para ser considerado “dois paquistaneses a monte em Portugal”.  De qualquer maneira, José Sócrates levou a sério esta ameaça e reagiu ao perigo terrorista como sempre faz em situações de tão grande importância internacional: foi correr uma mini-maratona. Ok, não foi um jogging numa grande praça europeia, mas assim, de repente, com os terroristas à porta, uma corrida em Viana de Castelo foi o melhor que se pôde arranjar. 


publicado por condutoras de domingo às 11:38
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO