as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Desconto

O que é Nacional é Bonzin...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007


Domingo, 23 de Março de 2008
Desconto
Esta semana, Pinto da Costa mostrou-se disponível para fazer um desconto na venda do passe de Ricardo Quaresma – pelo qual tem pedido 40 milhões de euros. Nas palavras do próprio, “Se for 39 milhões, vírgula novecentos e noventa e nove pode ser que eu ponha o euro que falta". Claramente, tem algumas coisas a aprender sobre a arte de regatear com a família do próprio Quaresma – que quem vende a cópia pirata do DVD do Indiana Jones que ainda nem foi filmado vende tudo.


publicado por condutoras de domingo às 11:05
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Domingo, 3 de Fevereiro de 2008
O que é Nacional é Bonzinho - Intérpretes
Anda por aí tudo preocupado com as invasões da privacidade, desde as escutas telefónicas até aos registos da via verde e dos radares… E com as limitações da liberdade individual, como a proibição de fumar onde e quando nos apetece. Sempre a velha discussão do “Big Brother is watching you”, que por incrível que pareça não vem do tempo da Teresa Guilherme, mas do “1984.” Dum tal de George Orwell. Devia ser apresentador de reality shows na altura… Enfim, tantas teorias, tantos debates, tanto tempo gasto em vão. Porque hoje, aqueles avisos que vemos nos centros comerciais, dizendo “Sorria, está a ser filmado”, deviam ser todos substituídos por “sorria, está a ser interpretado”. É verdade, o grande masterplan do século XXI não são os seguranças barrigudos que olham todos os dias para as câmaras de vigilância. São, isso sim, os intérpretes de língua gestual portuguesa. Eles andam aí, e controlam tudo o que fazemos, dizemos ou pensamos! Prova disso é a análise que a intérprete Alexandra Ramos fez esta semana no 24 Horas. A respeito do comportamento de Quaresma no último derby. Esta senhora, que já tinha descoberto que Rochemback insultou Paulo Bento, descobriu agora que Quaresma insultou Jesualdo Ferreira. Ela reproduz as frases e tudo. Não vou dizê-las aqui porque é domingo de manhã… E porque tenho medo que a Alexandra Ramos ande aí pela rádio. E venha interpretar a forma como estou sentada, e revelar a todo o auditório das condutoras o que é que isso diz sobre o meu relacionamento familiar e as minhas perspectivas de futuro. É que isto é gente muito profissional. Uma pessoa que dá a conhecer ao mundo a possibilidade de um cigano dizer palavrões é, no mínimo, visionária. A senhora diz o seguinte: “não consigo garantir a 100% mas após oito visionamentos parece-me que é isso”. Obrigadinha! Assim também eu. Se eu revir 8 vezes um jogo do Sporting até consigo detectar um momento em que Farnerud mexe ligeiramente a perna direita em direcção à bola. Coisa nunca vista. E acho que me bastam umas 3 ou 4 vezes, em loop, da discussão Luisão/Katsouranis para garantir que o grego fez um gesto obsceno com o dedo médio. Mas os meus dotes não vão mais além do que isto, por isso queria deixar o repto aos intérpretes deste país. Se me estão a ouvir – o que é duvidoso, já que grande parte da malta que sabe língua gestual é surda… Mas, se por qualquer motivo me estão a ouvir, respondam por favor: no domingo passado, o Helton fez um frango ou não?


publicado por condutoras de domingo às 11:15
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO