as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Tão Mau Que é Bom - Globo...

Globos de Ouro

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007


Domingo, 18 de Maio de 2008
Tão Mau Que é Bom - Globos de Ouro

No domingo passado muita gente chorou na despedida de Rui Costa. Eu chorei na despedida de Bárbara Guimarães. Não queria acreditar que os Globos de Ouro tinham chegado ao fim e que só daqui a um ano é que há mais. Ok, há umas galas da TVI pelo meio, mas não é a mesma coisa. Não se sente no ar aquela neurose colectiva. Aquelas pessoas que pisam a passadeira vermelha com fatos até aos pés acreditam mesmo que estão em Hollywood. Mesmo sabendo que a malta a aplaudir são os figurantes do Você na TV, e que as fotografias ali tiradas não vão aparecer em nenhum sítio mais digno que a TVMais. Isso pouco importa, na hora de conceder uma entrevista ao prateado Nuno Eiró. E ouviram-se coisas fascinantes naquela passadeira. Io Apoloni disse, com o sorriso mais repuxado de sempre que adorava aquela animosidade. Filipe Gaidão disse: “A SIC presencia-nos sempre com grandes festas”. Depois duma sucessão de gente a enunciar nomes de estilistas, como quem diz “Maria Gambina muito obrigada, prometo devolver sem nódoas”, chegou a vez da ilustre namorada de um dos gémeos Guedes responder à pergunta “vem vestida por quem?”. Mango, disse ela. Acho que depois disto o impressionável Daniel Nascimento decidiu parar de perguntar, com medo de ouvir um “C&A” como resposta. Mas o melhor estava para vir. Desde Odete Santos a introduzir a categoria de moda, na feira de Carcavelos, até Mário Crespo – cujas parecenças com Guilherme Leite são gritantes – num fabuloso momento de humor com Rui Santos e Nuno Rogeiro. Fora isso, todo um show de Bárbara Guimarães. Esqueceu-se de anunciar nomeados, anunciou – alto e bom som – em vez dos Clã, os Olá. Disse: “Olha o marido, já jantaste?” apontando para um embevecido Carrilho… Fez perguntas absurdas a Peter O’Tool, cujas respostas não conseguiu perceber.E pediu ao actor britânico que dissesse “The Winner Is” várias vezes, como se ele em vez de ter feito o Lawrence da Arábia tivesse sido protagonista do filme “Paulie, o papagaio que falava demais”. Mas em palco estiveram sempre pessoas à altura de Bárbara. Como as apresentadoras do Fama Show. Rita Andrade disse “os”, Cláudia Borges disse “nomeados” e Orsi Feher disse “são”. Liliana Campos fez muito melhor que isso: pisou o longo vestido de Vanessa Oliveira e quase rivalizou com o momento alto da noite. Aquele em que Jorge Palma saiu de rojo, depois de ter caído com Herman José em cima do microfone. Foi um voo nocturno muito mal sucedido, para horror de Bárbara Guimarães. Felizmente que por essa altura já Paula Bobone dormia a bom dormir, numa atitude muito socialmente incorrecta. Mas bastava ver o chapéuzinho estilo Liliput que ela levava na cabeça para prever o pior. E o pior é que todos os acontecimentos relatados são reais. Temos provas.

 

 



publicado por condutoras de domingo às 11:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

Domingo, 13 de Janeiro de 2008
Globos de Ouro
Escrever em blogs parece ser o único divertimento que os argumentistas de Hollywood têm por estes dias, uma vez que continuam em greve. Uma das últimas consequências da greve, foi o cancelamento da cerimónia dos Globos de Ouro deste ano, que será substituída por uma simples conferência de imprensa. Outra consequência, ainda mais grave, da falta de histórias e de argumentos, foi o anúncio de que os Mccann estariam a negociar um filme sobre o desaparecimento de Maddie. Já há muito que andamos a avisar. Isto da greve dos argumentistas vai ter consequências muito graves... para a sanidade mental do espectador.
De qualquer forma, um filme sobre Maddie é um next step natural no que toca ao merchandising Mccann. Os outros produtos têm saído tão bem, é apenas de calcular que o filme seja um sucesso de vendas. Se bem que, nós preferíamos uns isqueiros ou então - o que seria uma ironia muito divertida –um daqueles porta-chaves que também são lupa a dizer: Find Maddie. Bom, o pai Mccann já veio dizer que isto de estar a negociar um filme sobre o desaparecimento da sua mais velha não é vem assim. É invenção de gente maldosa. Cá para nós, o casal Mccann achou que com isto da greve em Hollywood, os americanos ainda se iam lembrar de contratar argumentistas fora... e vai que contratavam o Moita Flores? Vai que era ele a escrever o filme? Já pensaste no pânico dos Mccann? De que o Moita Flores investigasse demais e descobrisse coisas que não devia? Não. Medo de que o papel de Kate Mccann fosse representado pela Filomena Gonçalves! Com uma daquelas perucas que ela usava na Ferreirinha.


publicado por condutoras de domingo às 12:01
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO