as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Condução Defensiva - Com ...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007


Domingo, 18 de Novembro de 2007
Condução Defensiva - Com os Copos
Num país onde os loucos ao volante se multiplicam mais depressa do que coelhos em tempo de cio e em que as pessoas matam e morrem tanto nas estradas que entopem os canais de acesso ao Céu e ao Inferno, há um livro que devia ser de leitura obrigatória. Chama-se Com os Copos, foi escrito por um Miguel Esteves Cardoso em boa forma e é um verdadeiro guia espiritual, não sobre a arte de bem conduzir, mas sobre a arte de bem beber cocktails e líquidos enebriantes afins. Caros condutores e condutoras de Portugal, esta é a obra por que tanto esperávamos, é a obra que nos vai libertar do volante e diminuir o índice de mortalidade nas estradas nacionais. Com os Copos, o livro, tem a capacidade de nos manter dentro de casa, de nos deixar naquele estado dormente que nos cola o rabo ao sofá e uma pálpebra à outra. O truque é simples: basta fazermos exactamente o mesmo que a maior parte das pessoas faz antes de morrer e matar nas estradas portuguesas – beber. Com os Copos fala de tudo o que é bom: Cosmopolitans, whiskeys com Castello, Cubas Libres, Daiquiris, vinhos brancos, Manhattans, sangrias, caipirinhas e, ouçam bem, shots. Quem aproveitou bem os 15, 16 e 17 anos sabe do que estou a falar e devia prestar homenagem a Miguel Esteves Cardoso. Ele é o homem que redime os shots depois de todas as bebedeiras, depois de todos os vómitos; ele é o homem que, sem pudor, escreve sobre a “dignidade providencial dos shots”; ele é o homem capaz de perceber que um shot tem mais efeitos práticos na nossa vida do que a ciência, a filosofia ou a religião. Esteves Cardoso serve-nos de bandeja os melhores motivos para regressarmos aos shots. Há quanto tempo não vos passava pela cabeça um B-52? Ah, pois é: um B-52 é o produto mais perfeito daquilo a que Esteves Cardoso chama as “artes misturológicas”. Por isso, em nome de todos estes “cocktails minimais”, façam o esforço.
Deixamos em baixo a receita. Bebam uns quantos B-52’s e lancem-se, com os corações em chamas, para a estrada mais próxima. Só não se esqueçam de que o objectivo é chegar à livraria. De preferência, uma com supermercado perto para  não perderem tempo e abastecerem a despensa de shakers e bebidas espirituosas.

Ingredientes:
Absinto - 1 dose
Licor de Café -1 dose
Licor de Whisky - 1 dose

Preparação:
Num copo de shot, coloque, em partes iguais e por esta ordem, licor de whisky, licor de café e absinto. Por cima, uma palhinha. No momento de servir, pegue fogo com um isqueiro. Beba enquanto arde, com uma palhinha e, de preferência, rapidamente para que não derreta.


publicado por condutoras de domingo às 12:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO