as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Parvónia

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007


Domingo, 3 de Fevereiro de 2008
Parvónia
E se há gente que aproveita esta época de Carnaval para vestir as fantasias que lhe vão no mais fundo da alma, outros há que andam mascarados o ano inteiro. Ou pelo menos, fardados com uma fatiota que mais parece uma máscara carnavalesca. Falo dos escuteiros, que alguém um dia definiu como “um grupo de meninos vestidos de parvo, liderados por um parvo vestidos de menino”.  E é mesmo no parvo que está a questão... pelos menos para os escuteiros nacionais, que esta semana, se insurgiram contra a nova publicidade da Media Markt. Nesta campanha é encenada uma visita da comitiva da Parvónia ao nosso País para confirmarem que os preços na Media Markt são realmente baixos. 

A comitiva é constituída pelo Presidente da Parvónia, um General, a Miss Parvónia e um escuteiro que é caracterizado no site da empresa da seguinte forma: “alto, magro e um péssimo corte de cabelo, é a prova viva da total falta de orientação do grupo. O excesso de crachás da sua farda dá que pensar e o facto de andar sempre de bússola na mão não ajuda em rigorosamente nada.” Até aqui, confere tudo, certo?
A campanha ainda mostra o escuteiro como uma pessoa que nem consegue subir uma escada rolante e que no final do anúncio televisivo é o único que grita efusivamente “Eu sou parvo!” Ora bem, os escuteiros não gostaram desta interpretação, largaram as violas e as fogueiras e aquelas fitinhas que eles prendem nas árvores e foram para a internet protestar. Como reacção à campanha já existem blogs e fóruns de debate e até uma petição online exigindo um pedido de desculpa da Média Markt aos escuteiros. A lei do escuteiro é composta por mandamentos tais como o escuteiro é obediente e o escuteiro é alegre e sorri perante as dificuldades... Em lado nenhum se diz: o escuteiro tem sentido de humor. Pessoas que usam aqueles calçõezinhos pelo joelho, meias com pompons e lencinhos ao pescoço para andarem no meio da natureza e cantarem à volta da fogueira o “Kumbaya, my Lord”... é natural que, mais tarde ou mais cedo, alguém os associe à palavra parvo.  Se não querem ser alvo de chacota, é bom que comecem a pensar numa mudança de visual – para já não falar de atitude. Podiam contratar a estilista Fátima Lopes que fez maravilhas com as fardas dos carteiros. Deixaram de parecer escuteiros para parecerem mecânicos mas estão muito mais estilosos! De qualquer forma, se os escuteiros se queriam insurgir contra o “parvo”, então, que o fizessem contra a própria campanha publicitária que, nesse sector, bate aos pontos qualquer actividade pateta dos escutismo. O Fernando Mendes já dizia que não era parvo, a campanha é que é parva, com uma reacção parva. E com tanta parvoíce junta até parece que a "Parvónia" existe mesmo...


publicado por condutoras de domingo às 11:35
link do post | comentar | ver comentários (5) | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO