as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Elsa Raposo

Tão Mau que é Bom - Teres...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007


Domingo, 18 de Maio de 2008
Elsa Raposo

A problemática Elsa Raposo está de regresso e com menos 15 quilos. Já a pensar no casamento com o septuagésimo namorado, a ex-apresentadora resolveu melhorar a sua silhueta e fazer uma lipoaspiração. As condutoras não deixam de ficar impressionadas com esta notícia. É que uma coisa é fazer uma lipoaspiração para tirar o pneuzinho da barriga, e outra é literalmente “chupar” 15 quilos de gordura. Para quem não sabe o que é uma lipoaspiração, as condutoras explicam. Consiste na introdução de um tubo metálico no subcutâneo da pele que ligado a um aparelho de fazer vácuo aspira a gordura. Hum… Querida Elsa, se voltar a engordar e quiser emagrecer as condutoras têm duas alternativas menos nojentas e mais baratas. Uma é o padre Ubirací que faz lipoaspiração divina e que afirma que quem tem fé emagrece imediatamente 5 quilos. É só rezar e deixar que as gordurinhas desapareçam divinamente. A outra alternativa é fazer muito sexo. É grátis e quem sabe se não lhe traz algo que a Elsa adora: outro filho!

 



publicado por condutoras de domingo às 11:00
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Domingo, 21 de Outubro de 2007
Tão Mau que é Bom - Teresa & Elsa
O que têm em comum Teresa Guilherme e Elsa Raposo? Muita coisa até, se virmos bem… Aquele tom loiro pérola nº 7 da L’Oréal, o currículo com cerca de 170 ex-namorados, todos com menos de 20 anos (actualmente), e a apresentação de programas de cariz intimo, envolvendo sex appeal ou escovas de dentes. Mas agora há uma coisa que as aproxima mais do que qualquer outra: o facto de terem passado largamente a fasquia dos quarenta, apresentando todos os sintomas de demência que esse processo implica. O esquecimento, a repetição excessiva, o volume exagerado da voz… Mas juntam-lhes uma agravante: a compulsão para produzirem coisas e entrarem nas suas próprias produções. Como se não fosse já suficientemente mau Teresa Guilherme ser protagonista na sua novela “Vingança” e trocar beijos repugnantes com outro idoso, Rui Mendes, agora vai ser, curiosamente noutra das suas produções, mãe de Floribella. Mas já lá vamos. Porque quando falamos em mães fora de prazo, um só nome nos vem à cabeça. Aliás, dois: Elsa Raposo. Diz a manchete do 24Horas que “Elsa arrasa em catálogo de … malhas”. Malhas, minha amiga? Querem coisa mais decadente que esta? Ainda por cima a sessão fotográfica era para o catálogo da Ruga, empresa de confecções de Barcelos! Depois disto só falta fazer uma passagem de modelos no Lar de Idosos de Nossa Sra. do Cabo e deixar de vez os eventos sociais para se dedicar aos convívios na paróquia, entre um e outro desafio de canasta. Mas Elsa é, como já referimos, produtora. E produz o quê? Além de desgostos amorosos e gravidezes em catadupa, produziu este catálogo de moda, numa fábrica metalúrgica em Pêro Pinheiro. Uma árdua tarefa, segundo diz: “não foi fácil escolher um cenário para uma colecção de malhas confortáveis, muito macias e com bastante textura. Pensei em contentores e ferros (…), o ferro é rude e cola bem a contrastar com a macieza das lãs”. Brilhante associação de ideias, Elsa! Folgamos em saber que a sua provecta idade ainda não lhe roubou todas as capacidades. Teresa Guilherme mantém igualmente as suas qualidades. Embora só lhe fosse conhecida uma: a de surpreender. E nem sempre pela positiva. Voltou a fazê-lo uma vez mais, surgindo no último episódio de Floribella como sua mãe. Nem a protagonista sabia, confessando que teve um ataque de nervos, ficou enjoada e sem conseguir parar de rir. Desta vez, compreendemos perfeitamente Luciana Abreu. Teresa disse que sempre gostou muito de Luci, conseguindo assim inventar uma alcunha tão má que destrona Flor. Diz-se até que Teresa, depois da maquilhagem e do guarda-roupa, fica muito parecida com Floribella. O que, convenhamos, é bem mais assustador e menos apropriado do que posar com casaquinhos de malha.


publicado por condutoras de domingo às 12:45
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO