as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Condutoras de Domingo

Ricardo Aibéo

No Auto-Rádio a 29 de Jun...

Sinais de Luzes - 29 de J...

Deviam Fazer Anos

Estação de Serviço - Pisc...

Heelarious

Choque Frontal - Vale e A...

Horóscopo - Gordos

Está a Falar de Quê? - Ma...

Tão Mau Que é Bom - Luís ...

De Encontro ao Pára-Brisa...

Touros

O Que é Nacional é Bonzin...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Domingo, 22 de Junho de 2008
De Encontro ao Pára-Brisas - Boxe Tailandês

Cá estou de novo em plena divulgação de competições alternativas ao Euro, solidária com os que não aguentam este enorme banho de vermelho e verde. Desta feita, vou falar-vos de um desporto para gente grande. Supostamente, claro, porque neste mundo já não há valores inalteráveis e tudo oscila à velocidade do preço da gasolina e das mensalidades do crédito habitação. Por isso não se surpreendam se vos convidar para se munirem de pipocas e salgadinhos e partirem em direcção ao maravilhoso mundo do boxe infanto-tailandês. Pela módica quantia de 44 euros, assistiremos a um intenso combate disputado por seres humanos com idades entre os 4 e os 11 anos. É verdade; e está documentado num filme inglês. O «Strictly Baby Fight Club» não tem nem os abdominais do Brad Pitt nem os do Edward Norton; tem, para compensar, um molho de crianças com punhos cerrados, maxilares partidos e luvas de boxe a agarrar chupetas. E, claro, os imprescindíveis progenitores, os grandes promotores do circuito infantil de Muay Thai. De tal forma que 1000 adultos juntaram-se para ver dois miúdos lutarem numa gaiola de ferro. Será que é isto o futuro? No meu tempo, e até mesmo no tempo da Joana Marques, a única condutora que podia ser recrutada para estas lutas, os castigos não passavam do «ficas a tarde inteira no quarto sem ires para a rua andar de bicicleta!». E lá ficávamos nós a sonhar com a bicla. Ao contrário destes minilutadores, cujas mentes são dominadas pelo lema «se és bom para lutar, estás pronto, a idade não importa».

                             

 

Ora, se a idade não importa, por que não investir na terceira idade? Seriam combates mais emocionantes, numa lógica de morte súbita, sem choros nem birras, como as que faz a menina de 5 anos que costuma ser lançada ao ringue para lutar com o irmão gémeo. Isto depois de passar a semana a treinar numa sala que o pai inventou, uma espécie de quarto dos brinquedos artilhado em nome da vitória, dos olhos negros e da ideia de que, assim, a miúda quando crescer vai saber tomar conta dela. Resta saber se, com estas doses de pancada, vai conseguir de facto crescer. Talvez; é que ela não treina assim tanto. Thai, outro miúdo atirado para estas lides, corre 15 quilómetros, faz 400 abdominais, treina 10 horas e vive com uns pais com um sonho. Diz o seu progenitor: "O meu sonho e o da mãe dele é que Thai ganhe um título de campeão. Não sei qual é o sonho dele, provavelmente brincar com os seus soldadinhos." Ora aí está! Porquê sacrificar um sonho tão nobre se o puto só quer é brincar?! Parece-me bem criar assim as gerações tenrinhas. Mais vale ser geração thai do que geração morangos com açucar. Aliás, é preferível ficar desde pequeno com a cara à Sylvester Stalone do que crescer a assistir aos Morangos com Açucar, chegar aos 30 com a referência dos protagonistas da novela infanto-juvenil e acabar, tardiamente, com a cara à Stalone, depois de uma passagem fugaz pelo bisturi de um cirurgião plástico. A geração Thai vai directa ao assunto e é bem sabido que um dos luxos do futuro é o tempo. Por isso, se tens entre os 4 e os 11 anos, põe de parte a ideia de salários milionários, larga o futebol, o ténis e o golf, e inscreve-te já no boxe tailandês. O futuro espera-te numa academia perto de ti.



publicado por condutoras de domingo às 19:06
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO