as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Condutoras de Domingo

Ricardo Aibéo

No Auto-Rádio a 29 de Jun...

Sinais de Luzes - 29 de J...

Deviam Fazer Anos

Estação de Serviço - Pisc...

Heelarious

Choque Frontal - Vale e A...

Horóscopo - Gordos

Está a Falar de Quê? - Ma...

Tão Mau Que é Bom - Luís ...

De Encontro ao Pára-Brisa...

Touros

O Que é Nacional é Bonzin...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Domingo, 21 de Outubro de 2007
Makukula
Em futebol, assistimos muitas vezes ao fenómeno de passar de besta a bestial. Mas esta semana assistimos ao processo-relâmpago de passar de “mas quem é o gajo?” para “herói nacional”. Falamos, como é claro, de Makukula, autor do primeiro golo no jogo frente ao Cazaquistão. O avançado do Marítimo acabou por lucrar da lesão de Nuno Gomes e tomou o seu lugar na selecção. Esperamos só que não tenha ficado com os retroactivos do jogador do Benfica, que parece que até hoje está a dever uma data de golos para pagar os hamburguers de uma determinada cadeia de fast food. Makukula, natural do Congo, tornou-se assim em mais um para a chamada “linhagem Obikwelu”: não parecem propriamente ser naturais de Vila do Conde, mas quando nos dá jeito consideramo-los mais portugueses do que o Bacalhau À Zé do Pipo. O avançado estava de férias na Bélgica quando foi chamado de urgência para se juntar ao estágio. Fez a mala num ápice e lá foi ele. Ao que parece não se esqueceu da escova de dentes, mas não levou consigo as suas chuteiras. E isso é coisa quase tão indispensável para um jogador de futebol como os seus brincos. Os responsáveis da selecção lá conseguiram desencantar uma loja de desporto que vendia umas chuteiras do número avantajado de Makukula, mas o dono da loja quis ser pago em… fotografias de Cristiano Ronaldo. Deve ter sido outro que viu o anúncio do colchão! E lá devem ter enfiado o Super Puto numa daquelas maquinetas de tirar fotos para o passe e fizeram a vontade ao senhor. Enfim, imagens do Cristiano não é nada que metade das meninas da noite inglesas não tenham já no seu telemóvel, mas parece que no Cazaquistão ainda é preciosidade rara.
As chuteiras novas acabaram por ficar no balneário e Makukula, sabe-se lá porque carga de água, preferiu levar umas que pediu emprestadas a Meira. E foi com elas que o desconhecido mais famoso do futebol português marcou o golo essencial. Um golo que veio em muito boa hora, uma vez que, àquela altura, já se temia que Scolari saísse a correr da bancada onde estava confinado por ter defendido Quaresma… mas desta vez para ir dar um soco era mesmo no raio do ciganito, que estava ali à nora. Moral da história: ainda bem que Makukula veio e jogou. É que toda a gente goza com o Cazaquistão por causa do Borat, mas nós é que estivemos muito perto de fazer figura de ridículos. Valeu-nos o nosso gato das botas, perdão, chuteiras! novas.


publicado por condutoras de domingo às 12:58
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO