as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Condutoras de Domingo

Ricardo Aibéo

No Auto-Rádio a 29 de Jun...

Sinais de Luzes - 29 de J...

Deviam Fazer Anos

Estação de Serviço - Pisc...

Heelarious

Choque Frontal - Vale e A...

Horóscopo - Gordos

Está a Falar de Quê? - Ma...

Tão Mau Que é Bom - Luís ...

De Encontro ao Pára-Brisa...

Touros

O Que é Nacional é Bonzin...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Domingo, 18 de Maio de 2008
O que é Nacional é Bonzinho - Raquel Cruz

A subtileza é uma característica à qual muitos podem almejar, mas nem todos podem atingir. E Raquel Cruz demonstrou que tem o mesmo grau de subtileza do Emplastro no Santuário de Fátima ou do Jorge Palma no chão dos Globos de Ouro. Vejamos a situação desde início. Estamos em 2003. A mulher de Carlos Cruz conseguiu o emprego com o qual todas nós sonhamos: ser cronista do 24 Horas. E resolve usar o poder da sua quase nobelizada escrita para dar umas alfinetadas no inspector da PJ que está a tratar do caso contra o seu marido. Solta o Lobo Antunes que há em si, e começa numa bonita prosa, em código. Só que, lá está, a subtileza não impera. E Raquel acha que a melhor maneira de disfarçar é não usar o nome Inspector Dias André mas sim “inspector Days” e substituir Carlos Cruz por “apresentador Charlie”. Perfeito, não é? Nunca ninguém iria suspeitar. Ainda por cima um dialecto tão fora do comum, o inglês. Ainda bem que não caiu na solução óbvia de usar Klingon, lituano ou mesmo a Linguagem dos Estrunfes. Aí era logo catada.
Nós nas Condutoras de Domingo achamos que Raquel podia beneficiar de umas dicas do Futebol Clube do Porto. Eles sim, dominam a lógica de todo um léxico paralelo. Se a ex-modelo tivesse puxado um bocadinho pela cabeça, teria chegado a um “inspector Papaia” e um “apresentador Diospiro” e nunca teria sido processada por difamação.
Numa primeira instância, Raquel Cruz foi condenada a pagar 25 mil euros, mas agora o Supremo Tribunal de Justiça veio reduzir o montante da indemnização 5 mil, justificando que a senhora agiu sob “forte angústia”, uma vez que na altura Carlos Cruz ainda estava preso. E, pelos vistos, a forte angústia é uma coisa que tolda a criatividade. Raquel, amiga, para a próxima usa ao menos a “linguagem dos Ps”. É o mínimo…
 



publicado por condutoras de domingo às 11:38
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO