as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Condutoras de Domingo

Ricardo Aibéo

No Auto-Rádio a 29 de Jun...

Sinais de Luzes - 29 de J...

Deviam Fazer Anos

Estação de Serviço - Pisc...

Heelarious

Choque Frontal - Vale e A...

Horóscopo - Gordos

Está a Falar de Quê? - Ma...

Tão Mau Que é Bom - Luís ...

De Encontro ao Pára-Brisa...

Touros

O Que é Nacional é Bonzin...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Domingo, 11 de Maio de 2008
Agarrado ao Pára-Choques - Sexo

Chegou o momento de fazermos contas ao... sexo. Peguem nas máquinas de calcular e tentem adivinhar o resultado de 3643 inquéritos sobre práticas sexuais feitos a portugueses entre os 16 e os 65 anos? Por muito que se esforcem não vão conseguir atingir os valores de bizarria dos resultados a atirar para o assustador do maior estudo alguma vez feito no país sobre «Comportamentos sexuais e a infecção HIV/Sida em Portugal». Parece que mais de 60% dos homens estão empenhados em andar por aí a contaminar gente. O que é o mesmo que dizer que se estão a borrifar para os preservativos. Ou melhor, antes estivessem. Era sinal de que os usavam. Mas não usam. Ainda por cima, 12% das pessoas com uma vida sexual activa, sobretudo homens, são infiéis, ou seja, têm mais do que uma parceira ou um parceiro sexual.

 

 

E eu a achar estranha aquela notícia que dá conta de um argentino que foi apanhado em flagrante a abusar sexualmente da sogra de 100 anos!... Pelo menos, esse certificou-se de que cometia um crime contra a vida de uma senhora que já aproveitou tudo o que tinha para aproveitar. O mesmo não se pode dizer dos tugas entre os 16 e os 65 anos, esse bando de doidos que anda por aí a espalhar fluídos – e quem sabe o vírus da sida? – indiscriminadamente. Até porque mais de metade dos portugueses nunca quis fazer o teste ao HIV. Preferem andar às cegas, às apalpadelas. No fundo, é apenas um bando de gente que gosta do perigo, que aprecia brincar à roleta russa e que não teme infecções ou doenças transmitidas sexualmente. Aliás, 38,2% dos inquiridos confessa não ter nenhum receio a este nível. O que poderia indicar que é gente corajosa; não: 55,2% nunca tirou uma amostra de sangue para fazer o teste da sida. Isso é que era de homem! E de gaja! Em suma, são é uns grandes preguiçosos que estão tão satisfeitos (ou será melhor dizer ansiosos?!) com o facto de terem vida sexual que esquecem um pormenor que pode fazer toda a diferença. Isto até parece o slogan de uma campanha de prevenção da sida. Do quê? Pois, lá está, mais de 60% dos portugueses não sabe do que estou a falar... Pelos vistos, mais de metade de nós acha divertido brincar à sida na versão quarto escuro. Já pensaram em experimentar os carrinhos de choque? Ou bungee jumping?

 

 

Pois claro que não, uma vez que, segundo este estudo, para lá de 60% dos habitantes deste nosso cantinho à beira mar plantado está satisfeito com a vida sexual que leva, retirando prazer das relações. Mas há mais: os portugueses – montes e montes deles! -têm dificuldade em aceitar diferentes orientações sexuais. Esta é a reluzente cereja no topo deste bolo de bizarrias de onde mais de metade de nós anda a comer, ou seja, onde há certamente muita saliva infectada à mistura.

 

 



publicado por condutoras de domingo às 11:30
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO