as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Condutoras de Domingo

Ricardo Aibéo

No Auto-Rádio a 29 de Jun...

Sinais de Luzes - 29 de J...

Deviam Fazer Anos

Estação de Serviço - Pisc...

Heelarious

Choque Frontal - Vale e A...

Horóscopo - Gordos

Está a Falar de Quê? - Ma...

Tão Mau Que é Bom - Luís ...

De Encontro ao Pára-Brisa...

Touros

O Que é Nacional é Bonzin...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Domingo, 27 de Abril de 2008
Estação de Serviço - CTT

Ainda estou a tentar recompor-me. Falhei redondamente a hipótese de ser estrela no 24 Horas. E é coisa que só acontece uma vez na vida. Podia ter sido eu a alertar o mundo para as respostas atrasadas do Pai Natal. Mas não. Resolvi sofrer em silêncio, e ainda ganhei uma grave crise familiar. Uma pessoa já lida bem com as contas e multas que recebe pelo correio. O que não é fácil é receber uma carta azul-bebé cheia de bonecos e borboletas, dirigida aos “papás” da Joana. E ler o seguinte: “foi no âmbito da acção do Pai Natal dos CTT que ficámos a conhecer a Joana, e graças ao questionário que os senhores gentilmente preencheram na altura, algumas duas suas preferências”. Tive de confrontar os meus pais com estas afirmações, e eles juram a pés juntos que nunca forneceram informações minhas aos CTT. À polícia já, aos Correios nunca. Felizmente. Mas isto é pior que o SIS. Como se não bastasse o carteiro saber a que horas eu saio de casa, agora sabe o meu historial de prendas pedidas ao Pai Natal desde 1986. E melhor, pedem que responda a um questionário para receber, na volta do correio, uma oferta que fará as minhas delícias. Imagino, deve ser uma roca. Pena é que, tendo em conta o delay das entregas, só vá recebê-la quando tiver 38 anos. As perguntas são fáceis. Brinquedo preferido, cantor preferido, personagens preferidas. Até me admiro que não perguntem quem é a nossa melhor amiga e se preferimos douradinhos ou puré. De qualquer forma aposto que vou ser a primeira a incluir Mariano Gago e o Barbas nas personagens preferidas, e introduzir os Foo Fighters no ramo da música infantil, logo a seguir aos DZRT. Fiquei de tal forma fascinada com o marketing dos CTT que aproveitei a nossa paragem para vir a uma estação dos Correios. E além de me poder abastecer de literatura de auto-ajuda para os próximos 10 anos, e daqueles livrinhos que dizem “Helena é sinónimo de luz e Mário significa homem por excelência”, posso comprar produtos dos CTT. Por exemplo, um novo selo dedicado à infertilidade. Cuja descrição diz: “estima-se que a infertilidade em Portugal afecte 500 mil casais”. Ora, este deve ser o público-alvo. Malta que pensa, já que não consigo ter filhos vou mandar cartas com selos da infertilidade a avisar os amigos. Outro produto apelativo é o telegrama de chocolate. Os telegramas usam-se para más notícias. O chocolate muitas vezes também. Mas unir os dois é capaz de não dar bom resultado. Porque uma notícia como: “A avó Felicidade morreu ontem no Porto. Funeral no Alto de S. João”, se recebida por um guloso, pode transformar-se em qualquer coisa como “Felicidade no Porto Alto”.



publicado por condutoras de domingo às 12:00
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO