as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Condutoras de Domingo

Ricardo Aibéo

No Auto-Rádio a 29 de Jun...

Sinais de Luzes - 29 de J...

Deviam Fazer Anos

Estação de Serviço - Pisc...

Heelarious

Choque Frontal - Vale e A...

Horóscopo - Gordos

Está a Falar de Quê? - Ma...

Tão Mau Que é Bom - Luís ...

De Encontro ao Pára-Brisa...

Touros

O Que é Nacional é Bonzin...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Domingo, 27 de Abril de 2008
Agarrado ao Pára-Choques - Dietas

Este Verão, quem dita as tendências não são nem as revistas nem o pessoal da moda, não senhor; quem dita as tendências veraneantes são... os produtos dietéticos! E com uma imperatividade nunca antes vista... O que eles determinam é que as praias vão ser dominadas por gordos. Esta é a regra desta nova ditadura: nas areias escaldantes do nosso Portugal, apenas veremos estendidos pequenos aglomerados humanos de massas adiposas deliciosamente flatulentas, e esses sim serão motivo de cobiça. Os corpos querem-se roliços, contornados com apontamentos rechonchudos de gordura. Nada de magricelas, com perninhas de rã! A era escanzelada dará obrigatoriamente lugar – e um lugar bastante espaçoso – à era “cheiinha”. Digo obrigatoriamente porque esta alteração nos códigos estéticos nacionais tem como causa aquele que já me parece ser o maior dilema que o século XXI enfrentará: gordura ou morte? É isso mesmo, caros ouvintes: este é o momento de nos pormos em frente ao espelho e pensarmos se queremos aquilo que vemos reflectido, coisa que, na melhor das hipóteses, nos lembra um anúncio da campanha “beleza real” da Dove, ou se preferimos começar já a folhear o catálogo de caixões e urnas da funerária mais próxima. É que o bruxedo que caiu aos tombos no universo dos produtos dietéticos anda a tramar as voltas às dietas. Primeiro foi a Depuralina; agora é a Herbalife. Intoxicações, tripas a saírem pela boca, toxicidade hepática, desidratação e, em última análise, uma subida aos céus depois de uma morte com causas por determinar. Bem sei que há por aí uma quantidade considerável de pessoas que, muito na esteira de Paris Hilton, preferiam morrer a ser gordas. Mas, para essas pessoas, a morte não passa de uma imagem forte (fortezinha, vá lá), uma metáfora de que se servem para sublinhar a importância que dão à magreza. Só que isto agora deixou de ser uma imagem e os que se atreverem a desafiar os deuses, pedindo-lhes corpos mais esbeltos e uma garganta suficientemente larga para emborcar tanto comprimido dietético num só trago, vão ter um triste destino. Ou talvez não: vão ser mais magros do que nunca e ter os ossos mais à vista do que algum dia imaginaram.

 

 



publicado por condutoras de domingo às 11:20
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO