as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Condutoras de Domingo

Ricardo Aibéo

No Auto-Rádio a 29 de Jun...

Sinais de Luzes - 29 de J...

Deviam Fazer Anos

Estação de Serviço - Pisc...

Heelarious

Choque Frontal - Vale e A...

Horóscopo - Gordos

Está a Falar de Quê? - Ma...

Tão Mau Que é Bom - Luís ...

De Encontro ao Pára-Brisa...

Touros

O Que é Nacional é Bonzin...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Domingo, 30 de Março de 2008
Condução Defensiva - O Enigma
Já aqui uma vez anunciei um novo e muito recente género literário, a literatura Maddie. Tal como previsto, a literatura Maddie teve o seu período de vacas gordas e depois esmoreceu. Até porque se estava a tornar repetitiva, tendo em conta que não havia a possibilidade de renovar a narrativa nem as personagens, a acção, o enredo. Mas, como em Portugal há muitas cabeças inventivas, surgiu entretanto um sub-género dentro da literatura Maddie. Chama-se literatura Maddie ficcionada e, tal como o nome indica, cria uma ficção a partir da história real que todos conhecemos. A distinção entre o género maior e o sub-género tem gerado uma intensa discussão no meio académico, pois é tão difícil perceber onde começa um e acaba o outro como é complicado entender onde termina a realidade e se inicia a ficção neste caso concreto. Consta que uns teóricos chegaram a levar uns valentes estalos à conta disto... Seja como for, o que é certo é que agora se publicam romances, cujos autores não negam que se inspiraram no desaparecimento de Maddie. Alguns tentam, como é o caso de Francisco Duarte de Carvalho, responsável pelo recente O Enigma da Praia da Luz. Diz ele que o livro é uma ficção baseada em factos reais e que, no entanto, não está a criar nada de novo. Isto causa alguma perplexidade porque a ficção pressupõe isso mesmo: a criação de algo que se deseja novo. E o que é que este livro conta?

Ouçam bem: uma história sobre UMA MENINA DESAPARECIDA. Onde? No Algarve, na PRAIA DA LUZ. E mais? Há DÚVIDAS QUANTO AO DESAPARECIMENTO E À INVESTIGAÇÃO POLICIAL. Só? Não! Há ainda JORNALISTAS metidos ao barulho. Então o que é este livro traz de novo? Passo a citar o autor: «Não posso adiantar muito sobre o enredo, mas revelo já que, no final, há uma criança que aparece.» Fabuloso! A única coisa que nos poderia levar a ler o livro é a estratégia adoptada pelo próprio autor para espicaçar a curiosidade dos leitores. Se isto não é esperto, caramba! Não se bastou com ele com a invenção de um sub-género literário!... Enfim, com esta revelação, espero que os ouvintes que costumam viajar connosco aos domingos de manhã estejam gratos por mais uma leitura que lhes poupámos. Não é preciso lerem este livro. A história é praticamente igual à de Maddie, só que no fim a criança aparece. É isto. Valha-nos o facto de o autor deste romance dizer que está de consciência tranquila. Haja alguém!  


publicado por condutoras de domingo às 11:35
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO