as condutoras
Condutoras de Domingo é um programa da Antena 3. Um percurso semanal (e satírico) pelos principais assuntos da actualidade e pelo país contemporâneo.
Todos os domingos na Antena 3, entre as 11:00h e as 13:00h. Um programa de Raquel Bulha e Maria João Cruz, com Inês Fonseca Santos, Carla Lima e Joana Marques.
escreva-nos para
condutoras@programas.rdp.pt
podcast
Ouça os programas aqui
percursos recentes

Condutoras de Domingo

Ricardo Aibéo

No Auto-Rádio a 29 de Jun...

Sinais de Luzes - 29 de J...

Deviam Fazer Anos

Estação de Serviço - Pisc...

Heelarious

Choque Frontal - Vale e A...

Horóscopo - Gordos

Está a Falar de Quê? - Ma...

Tão Mau Que é Bom - Luís ...

De Encontro ao Pára-Brisa...

Touros

O Que é Nacional é Bonzin...

viagens antigas

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Segunda-feira, 28 de Julho de 2008
Condutoras de Domingo

Depois de três semanas de Best Of, nas quais ouvimos o que de melhor (ou pior) passou pelas Condutoras de Domingo, despedimo-nos da Antena 3 e deste blog, até uma próxima viagem!

 



publicado por condutoras de domingo às 14:35
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

Domingo, 29 de Junho de 2008
Ricardo Aibéo

No próximo domingo vamos dar boleia a Ricardo Aibéo, encenador da peça Leôncio e Lena, em cena no Teatro do Bairro Alto até dia 6 de Junho. De terça a sábado às 21h30, e domingos às 16h. Quanto ao passeio das Condutoras de Domingo é, como sempre, às 11h. Até lá!


tags:

publicado por condutoras de domingo às 13:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

No Auto-Rádio a 29 de Junho

Hoje ouviu-se no nosso carro:

 

Wraygunn - "Ain't it Nice"
Artic Monkeys - "Fluorescent Adolescent"
NNeka - "Heartbeat"
Foge Bandido Foge - "Borboleta
Deolinda - "Fon Fon Fon"
Ruas - "Grande Hiphopeia"



publicado por condutoras de domingo às 13:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

Sinais de Luzes - 29 de Junho

Mínimos

Para os advogados do nosso país. Isto é um sinal de luz fortíssimo, que abrange grande parte dos licenciados da nação. Sobretudo se incluirmos os advogados que trabalham neste momento em cafés, snack bars ou casas de chá, e os que são estagiários há cerca 15 anos, estando desde então a tirar fotocópias e a receber subsídio de refeições, daqueles que não contemplam sobremesa. O bastonário da ordem dos advogados propôs ao Governo que o Ministério da Justiça lançasse, tal como o da educação, um programa de oferta de computadores portáteis com acesso à Internet. E a proposta, como todas as propostas absurdas, foi aceite rapidamente, claro. Apesar desta oferta ter sido, à partida, pensada para advogados em início de carreira, o programa acabou por ser estendido a todos os advogados que queiram aderir. Faz sentido. Até porque os tais advogados que tiram fotocópias e arrumam dossiers não precisam de computadores para essas tarefas. E muito menos os que trabalham no comércio e nos serviços! Assim, quem vai desfrutar desta oferta do Governo são os advogados que cobram 500 euros à hora aos seus clientes. Por 150 euros apenas terão direito um computador portátil com acesso a Internet de banda larga. O que significa que ao fim duma hora de trabalho poderão comprar pelo menos três computadores, e mais um bocadinho doutro. Isto do Ministério da Justiça copiar o da Educação faz todo o sentido. Por exemplo, em vez de se submeterem às provas de acesso à Ordem, os advogados podiam fazer as provas de acesso ao ensino superior, que ao que parece até estão fáceis e tudo.
 

Médios

Para Carolina Salgado. Uma habitué aqui nas condutoras de domingo (e não só). Há umas semanas demos conta da sua gravidez, depois abstivemo-nos de comentar o seu aborto, e agora voltamos por causa de uma notícia incontornável: Carolina continua a viver com o seu grande amor numa estalagem em Cabeço de Vide, da qual ele é proprietário. A grande novidade aqui é que agora Carolina vive lá na qualidade de hóspede. Esta mulher continua a mostrar mais versatilidade que a maioria das actrizes nacionais. Já fez de esposa séria e respeitável, de dançarina de bar de alterne, de figura das revistas cor-de-rosa, de acusadora, de vítima, de amante, e vem agora fazer de hóspede, ao que parece muito bem também. E tudo isto porquê? Se estavam tão apaixonados há poucas semanas atrás? Porque Francisco Rolo não lhe perdoa a interrupção voluntária da gravidez. Nem Francisco Rolo nem Laurinda Alves, nem o Feitor Pinto, mas esses não são agora para aqui chamados. Pertencem a outra história. Quem também passou para outro enredo foram os polícias que até aqui tinham acompanhado Carolina para tudo quanto era sítio. Eles que tinham uma vida tão animada, com estreias de cinema, eventos sociais, lançamentos de livros… foram despachados por Francisco, que não os quer na estalagem nem sequer como hóspedes. De certa forma, ainda bem para eles. Porque já se viu que na estalagem D. Leonor ser hóspede é um estatuto um pouco arriscado. Pode dar direito a table dances ao director a meio da noite… Esperamos pelo menos que Carolina Salgado tenha direito a um pequeno-almoço continental. Ela merece.
 

Máximos

Para Robert Mugabe. Porque está nas bocas do mundo. Tanto o original como as cópias. Comecemos pelo verdadeiro. É um líder como deve ser: prático e contra as burocracias. Fez o seu concorrente desistir da corrida, evitando assim uma 2ª volta nas eleições presidenciais que só ia dar mais trabalho a toda a gente. Segundo a comunicação social zimbabueana, se a retirada da candidatura for feita sob a forma de carta oficial, Mugabe pode ser reeleito automaticamente. Ou seja, sem um único voto. O que não é, de todo, uma novidade para ele. Mas esta situação tem repercussões a vários níveis. Para a semana o concelho de Cricket internacional vai reunir-se para decidir se o Zimbabwe pode participar no campeonato do mundo da modalidade. Uma eventual proibição pode lançar o caos no país, visto que o Cricket é desporto nacional. Isto deve aumentar ainda mais o nosso respeito por Mugabe. Não há-de ser nada fácil dirigir um país que pára para ver onze jogadores de cada lado, a correr atrás duma bola, mas… com tacos de madeira que parecem remos, e procurando um alvo. Vida bem mais facilitada têm os governantes europeus, cujas populações só param para ver onze jogadores a correr atrás duma bola mas com um objectivo legítimo: a baliza. Isto sim, são nações civilizadas. Como tal só podemos ter um Mugabe de brincar. Quem o diz, e bem, é Alberto João Jardim, que acusa Sócrates de ser um “ditadorzinho potencial”. Chama-lhe mesmo o “Mugabe da Europa”, o que não deixa de ter o seu quê de elogio. Alberto João não diz estas coisas da boca para fora. Tem fundamentos lógicos para as afirmações: “está obcecado contra um povo, que é o madeirense, e quer fechar a imprensa que lhe é adversa. É nitidamente um Mugabe”. É giro porque parece estar a falar duma espécie animal, e ao mesmo tempo demonstra grande modéstia do Presidente Madeirense, não querendo ficar com os louros todos para si.
 



publicado por condutoras de domingo às 13:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Deviam Fazer Anos

Hoje devia fazer anos a Soraia Chaves. Por um simples motivo: está a precisar de ter uma multidão carinhosa à sua volta, que a aplauda, enquanto ela está… vestida. Pois, era importante introduzir esta variante na sua carreira artística. É que Soraia é claramente uma nudista descompensada, daquelas que passaram férias na praia do Meco e pensaram: porque não fazer isto fora da praia? Soraia é uma daquelas pessoas que pensam que estão a viver na colina do sol, e podem ir às compras como vieram ao mundo, que o senhor do talho não se vai baralhar no troco nem nada… é tudo muito natural. Foi muito natural despir-se para o Padre Amaro, foi muito natural despir-se enquanto Call Girl, e agora vai fazer de amante de Salazar numa mini série. Nua, naturalmente. É certo que a série vai ser um sucesso, já que inclui os dois portugueses mais famosos da nossa televisão. Mas a participação da Soraia preocupa-nos. Em primeiro lugar, porque traz ao de cima os nossos instintos maternais e temos medo que apanhe um resfriado. Em segundo lugar, porque esta repetição exaustiva do mesmo papel pode pôr em causa toda uma carreira. Ok, temos os casos da Rita Salema ou do Luís Esparteiro, que estão há anos a fazer de tios de Cascais e não é por isso que não têm emprego… Mas o filão da nudista é capaz de se esgotar mais depressa. Pelo menos dentro dum certo tipo de cinema… Por isso, Soraia, hoje vamos só cantar os parabéns. Trouxemos convidados e uma data de comida. E temos também presentes: camisolas, calças, casacos, camisas, cachecóis… para tentarmos uma nova modalidade. A Soraia não tira nada, só veste. De certeza que vai ser divertido. Muitos parabéns!



publicado por condutoras de domingo às 12:08
link do post | comentar | ver comentários (5) | adicionar aos favoritos

Estação de Serviço - Piscina e Chinelos

É pena o nosso carro não poder transformar-se num barco nestes dias de calor… Já nem pedia um iate de luxo chamado Lucky Me, como o do Vale e Azevedo… bastava um modesto barquinho à vela, ou uma jangada… Vale tudo para estar mais perto da água. Mas como costuma dizer-se “se Maomé não vai à montanha… vai a montanha a Maomé”. Referências ao Corão à parte, estamos plenamente de acordo. Sobretudo porque está calor e os alguidares para molhar os pés já são insuficientes. Nada melhor para resolver o problema do que o Lay-Z-Spa, uma piscina insuflável à venda na Dmail. Este artigo fascinou-me assim que o vi. E porquê? Porque a fotografia de apresentação mostra um casal extremamente feliz (derretido talvez seja o termo)… estão os dois dentro da piscina de plástico mas… têm uma piscina verdadeira atrás, sem ninguém a utilizá-la.

 

 

Isto tem tanta lógica como ir de férias com a família toda em cima dum triciclo e deixar uma carrinha monovolume na garagem. Mas o Lay-Z-Spa tem outros encantos, é certo. Por exemplo, aguenta água até quarenta graus… O que com o sol que está explica talvez a cara do simpático casal da imagem. Eles estão mesmo derretidos, mortos de calor! A piscina dispõe de 80 saídas de ar e instala-se em três passos simples. Toda esta facilidade faz-me crer que também se esvazia num ápice, mesmo contra vontade dos utilizadores. Por outro lado, desconfio um bocadinho da simplicidade da coisa, porque traz um prático DVD com instruções para montagem, utilização e manutenção. E coisas que precisam de manuais de instruções já se sabe que não são fáceis. Quem nunca montou uma cadeira do IKEA de pernas para o ar que atire a primeira pedra! A piscina pode acomodar até 4 adultos de forma relaxada, ou seja, a partir do momento em que este casal mudar de atitude e começar a dar-se mal, não poderá entrar na piscina… Dizem também que a água pode assim ser reutilizada muitas vezes, com um custo de gestão baixíssimo… Consta de facto que ter fossas sépticas nunca saiu muito caro a ninguém. Mas nós, seres humanos, temos este defeito de só pensar no presente, no aqui e no agora. Como quero provar que as Condutoras de Domingo não são assim… Vou comprar também um artigo que está para o Inverno como esta fantástica piscina está para os dias abrasadores. É um porta-chinelos com, nada mais nada menos do que 5 pares de chinelos para os nossos convidados. Isso mesmo. O site sugere: “Dê as boas vindas aos seus amigos para um serão tranquilo e relaxante, oferecendo-lhes um cómodo e quente par de chinelos!”. Esqueçam os cocktails de boas vindas, esqueçam os aperitivos antes de jantar, metam-lhes mas é estes chinelos nos pés, que são o melhor cartão de visita. Têm um elegante boneco de neve bordado e são muito higiénicos porque permitem que todos caminhem pela casa sem transportar a sujidade da rua. E isto vai dar muito jeito, porque tendo em conta que os nossos amigos do Inverno são os mesmos do Verão, malta que toma banho numa piscina de água choca não deve primar muito pela higiene!



publicado por condutoras de domingo às 12:03
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Heelarious

Afinal, os gregos não inventaram tudo. Aproveitando essa desatenção, duas americanas lembraram-se de criar sapatos de salto alto para bebés até seis meses. Nas cores preto, rosa-choque e pele de leopardo, esta invenção não reflecte nenhum tipo de preocupação de natureza ortopédica. Quando muito, um gosto duvidoso e alguma falta de equilíbrio mental. Mas antes de tirar conclusões precipitadas é preciso perceber que esta criação não passa de uma brincadeira. Os sapatos, à venda por 22 euros, chamam-se Heelarious e advertem no rótulo que podem «causar sorrisos extremos e riso histérico quando usados». Para testarmos realmente este efeito, só tínhamos uma hipótese: obrigar Manuela Ferreira Leite a calçá-los. É que se a carrancuda líder do PSD quer conquistar alguns votos, tem de dar os primeiros passos na arte do sorrir! E depois, tratando-se de saltos altos, haverá sempre no partido quem a acompanhe. Marques Mendes, por exemplo, ficará encantado.



publicado por condutoras de domingo às 11:53
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Choque Frontal - Vale e Azevedo

É sempre uma tristeza quando percebemos que os filmes nos andam a enganar. Sempre imaginámos a vida de fugitivo como difícil. Naquele filme do Harrison Ford, o pobre senhor fartava-se de correr e sofrer. Mas, afinal, parece que não é bem assim. Que não é preciso ficar numa caverna a comer milho enlatado e a ler Nova Gente velhas, qual Osama Bin Laden. Olhe-se para Vale e Azevedo, que até conseguiu engordar uns quilitos e ficar com um ar mais saudável. Assim sim, vale a pena fugir-se à justiça, até nos parece uma carreira de futuro. Consiste basicamente em andar em carros de luxo, ver umas partidas de ténis e ir a uns restaurantes. Pronto, é preciso um ou outro frete de gritar com o Rodrigo Guedes de Carvalho – mas qual de nós não mandou uns berros para a televisão quando vê aquele pivot demasiadamente bronzeado a fazer piadas?
Em directo para a televisão, Vale e Azevedo mostrou-se um homem aborrecido. E, lá está: um fugitivo devia estar, isso sim, angustiado. Mas o ex-Presidente do Benfica não chega a tanto e está apenas aborrecido, qual dona de casa maçada porque não usou Calgon em todas as lavagens. Diz que se recusa a ir para Portugal pelo próprio pé para ser preso, que têm de o vir buscar a Londres. Até aqui demonstra ter um coração grande: quer que a polícia portuguesa viaje. Que aproveite para fotografar o render da guarda em Buckingam e para comprar um globo com neve e o Big Ben. No fundo, que venham espairecer – que Vale e Azevedo até abdica de acumular mais milhas de passageiro frequente.
O fugitivo aproveitou também para dizer que já foi a tribunal mais de 500 vezes, algo que está ao nível de entrar no Guiness. E é aqui que vemos que ainda estamos perante um português comum, como nós. Para lá do Bentley, do iate e da mansão ao lado do Abramovich, continua alguém que só quer bater um record, como o povo de Santo Tirso que faz trouxas-de-ovos com 120 gemas.
 



publicado por condutoras de domingo às 11:52
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Horóscopo - Gordos

A vida não está fácil para os gordos e os astros, sobretudo os de grande porte, vão zelar por eles nas próximas semanas. Caros gordos do mundo, há duas soluções recomendadas pelos astros para conseguirem vingar neste universo superficial: ou compram o “guia básico de sobrevivência a entidades super-fiscalizadoras e mentes intolerantes” ou mudam-se para outro sítio, se não for extremamente penoso transportarem o vosso próprio peso às costas. É que no que diz respeito a movimentações geográficas estão por vossa conta. Os astros sugerem mesmo que evitem os aviões a todo o custo. As vossas calorias extra servirão apenas para engordar os bolsos das companhias aéreas que se preparam para vos cobrar bilhetes mais caros. O excesso de peso da bagagem é coisa do passado – agora, já não importa o que se atira para o porão, mas sim o que se enfia a custo no banco de passageiros. No trabalho, todo o cuidado é pouco. O ideal será investirem num curso de slalom, para aprenderem a contornar obstáculos. No vosso caso, segundo os astros, devem considerar obstáculo tudo aquilo que seja semelhante a um ser humano, com a diferença de que anda sempre munido de uma fita métrica. Fujam dessa espécie como o diabo da cruz, pois esses indivíduos são medidores profissionais das cinturas dos trabalhadores. Porque vocês, caros gordos, têm certamente mais de 85 cm de carne à volta da barriga e isso implica que atravessem o longo deserto de um programa de reeducação e a longa ditadura de uma dieta de 3 meses. No campo do amor e da amizade, desodorizante é a palavra de ordem. Assim como nas finanças: como este vai ser o Verão mais quente dos últimos tempos, canalizem todas as vossas poupanças para a aquisição a pronto de milhares de protecctores anti-suor, daqueles que duram 24 sobre 24 horas. Assim, vão criar um ambiente tão respirável que qualquer fiscal da ASAE vai querer ser vosso amigo. Conselho final dos astros para os gordos do mundo: candidatem-se a público vitalício do Preço Certo em Euros – não só vão sentir-se em casa, já que ninguém vai ter coragem de vos discriminar diante da omnipresença de alguém muito mais gordo que vocês, como podem aproveitar o ar condicionado para se manterem frescos até a uma próxima era, mais justa e respeitadora da diferença.



publicado por condutoras de domingo às 11:49
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Está a Falar de Quê? - Margarida Rebelo Pinto

Margarida Rebelo Pinto em entrevista é coisa que promete. Quando o título é “Se não escrevesse estava internada”, promete ainda mais! O problema é mesmo esse, Margarida: como escreve, há outras pessoas que estão internadas… ainda em choque com o que leram. Mas esta entrevista é uma coisa séria… Porque Margarida lançou agora o novo livro, o 1º desde que teve um AVC. Uma coisa grave, com a qual não se brinca, lá está. Mas para Margarida não foi um problema tão sério. Ela conta-nos a sua experiência de quase-morte, o que não deixa de ser fascinante porque pela primeira vez lemos um parágrafo de Margarida Rebelo Pinto sem adjectivos pop e ultra modernaços. “Quando dei por mim estava a pairar acima do meu próprio corpo”, diz ela. Relato angustiante de se ouvir. Ou talvez não. Porque à pergunta do jornalista “conseguiu telefonar a pedir socorro nessa altura?”, Margarida responde - “às tantas disse: não, tenho de descer, tenho a crónica do sol para fazer, um filho de 12 anos para educar, os meus pais e os meus irmãos vivos…” Pois bem, que conveniente, pôr o artigo do Sol à frente da família, nesta entrevista ao jornal… Sol… Coincidências. No fundo qualquer pessoa agiria desse modo. Eu prometo que quando vir a vida passar-me diante dos olhos a primeira coisa – e provavelmente a última – coisa em que vou pensar é “ai meu Deus que tenho de ir gravar as Condutoras de Domingo”. Até porque depois de ler esta entrevista, passei a valorizar outras coisas, nesta nossa efémera passagem pelo mundo. Foi Margarida quem me fez ver a luz. Ou a fruta, neste caso. Ao afirmar: “A vida de uma pessoa pode ser como um prato de cerejas ao sol.” É isso mesmo. Eu andava com dificuldade em descrever o que tem sido a minha vida. Não é fácil pôr cá para fora tudo o que nos vai na alma. Mas isto resume os últimos 22 anos da minha existência: um prato de cerejas ao sol. E até aqui eu era um prato de cerejas com um problema: não tinha um grande ídolo, uma referência, uma estrela-guia. Agora já tenho. Margarida Rebelo Pinto. Porque é um exemplo de preserverança. Vejam só o que ela diz: “Se tenho um objectivo, nem que a vaca tussa, eu tenho de lá chegar. Sempre fui assim. Lembro-me que quando publiquei o Sei Lá, meti na cabeça que tinha de ter uma entrevista na Caras e fiz seis tentativas diferentes para conseguir. Um dia consegui.” É assim que eu quero ser. Vou delinear os meus objectivos de vida (qualquer coisa como aparecer no Correio do Leitor da TVGuia) e vou conseguir. Com a ajuda da Margarida. Aliás vou já à tabacaria mais próxima comprar o novo romance dela: Português Suave, porque aposto que vai funcionar para mim como O Segredo funciona para uns milhões de pessoas. Porque Margarida Rebelo Pinto é uma espécie de Floribela, em bondade e ternura, e sem a parte dos implantes. Ela assume isso na entrevista, ao dizer “eu que falo com as árvores, com bancos de jardim e com as pedras”. E eu quero ser como ela. Para depois as minhas amigas poderem dizer o que diz Patrícia Reis sobre Margarida “tu não foste feita para pensar, foste feita para escrever”. Eu já devia ter desconfiado que era esse o truque…



publicado por condutoras de domingo às 11:46
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Tão Mau Que é Bom - Luís Represas

Na semana passada, falámos aqui, com amor e ternura, daqueles mails que sabemos, assim que abrimos a caixa de e-mail, que não vale a pena ler. São os que começam com três letrinhas apenas, os execráveis forward. Ora, aqui há uns dias, andava eu em limpezas de mail, aniquilando todo o tipo de forward, quando dei com este título a seguir às tais letrinha FWD: «Conhecido cantor, mas vigarista perigoso». Fui ver. Era o 50 cent? Não! Era o... Luís Represas! Ah, pois é, parece que o senhor Trovante se serve, segundo o dito mail, da sua fama como cantor em Portugal para – e passo a citar – “dar cobertura a uma vida de vigarices, calotes e burlas”. Ai, o malandro! E, no entanto, nunca ele foi tão português, nunca ele honrou tanto a sua carreira portuguesa: primeiro, começou por cantar em português; depois, insatisfeito como qualquer artista, passou a burlar em português. E tal como iniciou a sua carreira musical rodeado por outros quatro rapazes portugueses, também no seu percurso como alegado vigarista se fez acompanhar por um sócio bem tuga – o Cajó, pois então! Parece que as trafulhices têm para lá de uma década. Diz assim o mail: «Por ser uma figura querida da comunicação social, ninguém publica as desgraças que este senhor tem feito a muita gente. Pois este senhor nunca pagou as rendas à Parque Expo e foram uns milhares de contos que ficaram no bolso até que o obrigaram a fechar os estabelecimentos.» Depois, acrescenta-se que os fornecedores dos estabelecimentos também “ficaram a ver navios”, que houve amigos traídos e fiadores entalados por causa dos estabelecimentos, bebidas que ficaram por pagar nos estabelecimentos. Que estabelecimentos, perguntam vocês. O Bugix, o Xafarix e o Titanix. A mim só me ocorre uma palavra para completar a rima: começa em fó e acaba em nix. A mesma palavrita que deve ter usado um dos amigos traídos que, alegadamente, foi pedir a Represas os 30 mil euros que o músico lhe devia. Acabou como arguido num processo de ofensas à integridade física do “conhecido cantor, mas vigarista perigoso”. O mail termina acrescentando ao pomposo título um carinhoso “mafioso” e apelando a que nunca mais ninguém compre nada a este – e cito de novo - “energúmeno”. Pela minha parte, podem estar descansados. Aqui no nosso carro, nunca soou a voz de Luís Represas; na minha casa não há um único disco dele. É apenas uma questão de gostos educados, que nada tem a ver com mafiosos (tanto que eu adoro o Tony Soprano!), nem tem nada a ver com o facto de há uns anitos este mail já ter passado pelas minha caixa de correio electrónico. É essa a maravilha dos mails; sobretudo dos forwards – quando toda a gente já esqueceu, de repente surge um, puxado do fundo da caixa de spam, para fazer justiça e ajudar na interminável luta que separa o trigo do joio.



publicado por condutoras de domingo às 11:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

De Encontro ao Pára-Brisas - Felino

Assim que despontam os primeiros raios de sol, o fenómeno repete-se. A população ruma ao Algarve, a ASAE lança guerra às bolas de Berlim e os jornais fazem inquéritos aos famosos com perguntas tipo “se fosse um protector solar, de que factor seria?”. É a chamada silly season, na qual as notícias a sério vão a banhos e temos de nos contentar com aquelas que por cá ficam a torrar na tontaria do “nada-a-declarar”. Só que em Portugal esta época jornalística é mesmo grave. Mais do que silly season, temos mesmo é um silly country.
Se não, veja-se: esta semana o concelho da Maia andou em sobressalto por causa de um felino que rondava a área desde o início do ano, andando agora a causar mais estragos em terrenos agrícolas. A população jurava a pés juntos ter visto pegadas grandes, videiras cortadas, árvores desbastadas e plásticos rasgados. Por momentos, pensámos: será que Portugal tem finalmente o seu monstro? Seria fantástico para o turismo. Podíamos ter o nosso Big Foot, Abominável Homem das Neves, Monstro de Loch Ness… Já estamos até a ver o merchandising: pequenos Felinos da Maia que mudam de cor com a humidade. Ia ser o máximo!
Mas esta alegria foi sol de pouca dura. Passados poucos dias, o desmentido: o alegado felino afinal, no entender das autoridades, poderá não passar de um cão vadio faminto ou até mesmo um javali. Ver se é um javali ou não é fácil: basta ver se tem um Obelix ou um Fernando Mendes a correr atrás dele. Se for um cão, talvez seja uma Lassie tentando resgatar o pequeno Timmy do poço, pelo que é melhor deixá-la em paz.
Mesmo assim, queremos acreditar que ainda há um mundo de hipóteses por explorar. Será que o felino era afinal o Ministro da agricultura, tentando assustar os agricultores para estes não fazerem greve? Seria Betty Grafestein vestida de tigressa? Ou uma das apresentadoras do Fama show em poses sexy? Nós temos uma aposta: é Ricardo, que foi felino quando era leão do Sporting e que agora anda por certo escondido no meio da mata para ninguém ajustar contas com ele por causa do Euro 2008. Se for mesmo Ricardo, as autoridades podem disparar sem reservas. Têm a nossa bênção.
 



publicado por condutoras de domingo às 11:39
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Touros

Parece que o Touro está em alta, esta semana. Não o soubemos pela taróloga Maya, e pelo seu ranking de signos, nem foi a Madame Fonseca Santos a contar-nos. Ficámos a sabê-lo através de uma sentença invulgar. É que o Tribunal Internacional dos Direitos dos Animais, em Genebra, condenou Jorge Sampaio e Durão Barroso, entre outros políticos famosos, por terem atentado contra os direitos dos animais. Em causa está a abolição de alguma legislação que protegia os touros, em relação à morte na arena. Como tantas outras, em Portugal, esta sentença tem um carácter meramente simbólico. Afinal, é só a imagem de Portugal como um país de terceiro mundo que sai reforçada. E embora seja um espectáculo de grande tradição, a verdade é que os portugueses têm muitas alternativas à tourada. Nos debates quinzenais no Parlamento, por exemplo, é possível ver uns a tentar cravar bandarilhas e outros a querer saltar das bancadas.



publicado por condutoras de domingo às 11:39
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

O Que é Nacional é Bonzinho - Ricardo

Acabo de subscrever uma petição online. Aquelas que circulam por mail. Mas esta é das que vale a pena! Não é para salvar ratinhos das garras das empresas de cosméticos, não é pela libertação do Tibete nem pela redução do preço dos combustíveis. Tem o melhor de cada uma destas três e é muito mais importante. Em 1º lugar, é para salvar pequenos animais também, que somos todos nós, sujeitos a ver espectáculos degradantes na televisão – ou ao vivo até! Depois, também é por uma causa digna, a causa nacional. E por fim, também visa a poupança de muito dinheiro. Ora digam lá se aquele balúrdio que estoiraram em minis e tremoços não caiu em saco roto? Pois caiu. É aquilo a que se chama crédito mal parado… Demos crédito à nossa Selecção Nacional e mais valia termos estado a ver concertos no Canal Arte à hora dos jogos… Foi por isso que Tiago Carneiro lançou a petição online “Ricardo, não obrigado!”, exigindo a não convocatória do guarda-redes. O responsável por este manifesto apresenta-se como “Eu, cidadão de Portugal, contribuinte com o meu trabalho e os meus impostos, pai de filhos, filho, irmão, marido e adepto da Selecção Nacional de Futebol”. Assim mostra que não é apenas o seu Eu futebolístico (expressão que podia muito bem ter sido usada por Rui Santos), que está descontente com a prestação de Ricardo. Todas as facetas da sua personalidade sofrem de cada vez que a bola chega perto da baliza portuguesa. E nós compreendemos esta angústia. Tiago diz que o guardião do Bétis já teve várias oportunidades e não provou estar à altura. Eu acho que ele esteve mas foi na altura errada. Altura em termos de timing para sair da baliza e altura em termos de dimensão. O guarda-redes está desregulado, não vê os acontecimentos à escala real, de forma que está sempre muito abaixo do nivel onde a bola se joga. Ricardo dá mostras de ser craque, mas ao nivel do Subuteo, porque nos lances em que é batido está quase sempre de cócoras, como quem analisa criteriosamente o estado da relva. Outro dos argumentos da petição é que há vários guarda-redes portugueses bem melhores, e a lista que começa nuns credíveis Quim e Nuno, chega a Taborda e Ventura. Se fosse mais extensa creio que chegaria mesmo ao Ruizinho, guarda-redes do 5ºB da C+S de Xabregas. Mas o derradeiro insulto vem depois, sob a forma de metáfora. Ricardo é acusado de não ter voz de comando… Eu por acaso acho que até tem. Lembram-se daqueles bonequinhos que eram uns comandos, chamados GiJoes? Não falavam, mas se falassem de certeza que tinham a voz do guarda-redes do Montijo… Apesar de tudo eu acho que Ricardo até dá um certo colorido local à selecção. Segura menos vezes o esférico do que os apanha-bolas de 5 anos que lá andam, é certo, mas sempre que há cruzamentos os seus gritos lembram as senhoras dos ranchos folclóricos. Devemos ter orgulho nisso!



publicado por condutoras de domingo às 11:37
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

O Amor Acontece

Com o sol chegam também as bonitas histórias de amor. E nós não podíamos ficar indiferentes aos comoventes romances que se desenrolam com os vips portugueses. E não, não estamos a referir-nos aos passeios de iate que Ronaldo tem feito com Nereida. Nem tão pouco às férias de Simão Sabrosa, Caneira, e as respectivas esposas, no Dubai. Amores de jogador de futebol é coisa já mais batida e previsível que os romances de cordel. O que nos importa agora é o romance duma classe profissional normalmente ostracizada. Os árbitros. É verdade… Pouco ou nada sabemos sobre a vida amorosa de Jacinto Paixão, para além do facto de gostar muito de fruta e café com leite, e de ter em Pinto da Costa um belo conselheiro matrimonial. De Lucílio Batista e Jorge Coroado também não se conhecem grandes casos amorosos. As equipas de arbitragem viveram até aqui em contínuo sofrimento. São sempre mais insultadas do que a equipa que perde, ninguém lhes pede autógrafos, não têm fãs e, até aqui, não apareciam nas revistas cor-de-rosa. Mas tudo mudou a partir desta semana. O primeiro passo para uma nova vida foi dado por Duarte Gomes. O árbitro surgiu na festa do Sasha, acompanhado por Inês Simões, da tribo dos Morangos com Açúcar. A modelo divorciou-se recentemente doutro ex-morango e não perdeu tempo... Caiu nos braços de Duarte Gomes. Consta que foi nos corredores da instituição bancária onde ambos trabalham que se deu o “click”. O que reveste esta história de amor de contornos ainda mais bonitos. Uma coisa é o amor supérfluo, que surge em eventos sociais ou praias paradisíacas. Outra coisa é o amor profundo e sentido, que só pode ter lugar numa dependência bancária.



publicado por condutoras de domingo às 11:32
link do post | comentar | ver comentários (7) | adicionar aos favoritos

O Cebola

O slogan «Ninguém pára o Benfica» já não é o que era! A bem dizer, ainda o campeonato nacional não começou e já o Futebol Clube do Porto espetou 1-0 os encarnados. A contratação de Cristián Rodríguez pelos dragões assumiu contornos de rasteira, já que o internacional uruguaio estava em negociações para fechar novamente contrato com o clube da Luz. Admitimos que não deve ser fácil pôr mão ao desconcerto que reina no Benfica mas certo é que o maestro Rui Costa, nas suas novas funções de director desportivo, só dá notas ao lado. Senão vejamos: falhou a contratação de Eriksson; não assistiu, com Luís Filipe Vieira, à expulsão do Futebol Clube do Porto da Liga dos Campeões; e não conseguiu ainda assegurar a contratação de um bom cabeleireiro que o ajude a segurar as pontas. Parece que os encarnados precisam de uma nova luz! Talvez agora que está bem posicionado em Inglaterra, e sob as atenções dos olheiros da Justiça, Vale e Azevedo possa interceder pelo Benfica na contratação de craques!



publicado por condutoras de domingo às 11:28
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds
tags

todas as tags

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


blogs SAPO